A Flor

Criado por Narrador
simples-flor_17-505071526

Uma vez, um homem desiludido da vida sentou-se num banco do jardim. Sentia-se um desgraçado e até chegou a pensar no suicídio.
A um certo momento, apareceu-lhe na frente um menino ofegante, que andava por ali a brincar, e ofereceu-lhe uma flor, dizendo;

— Esta linda flor é para si. Agarre nela. A flor nem era nada bonita e já estava murcha. Recusou e voltou-se para o outro lado. Mas a criança sentou-se ao seu lado, levou-lhe a flor ao nariz e disse:

— Cheire-a. Veja como é bonita! Para se ver livre da criança, disse-lhe que lha desse. Enquanto esperava que ela lha colocasse na sua mão, ela continuava a segurá-la sem mover o braço. Nesse momento reparou, pela primeira vez, que a criança era cega. Então, pegou na flor dizendo: Muito obrigado. Ela partiu e continuou a brincar. E o homem, disse para consigo:

— Eu, que tenho olhos e posso ver a beleza das flores estava ali a lamentar-me. Não tenho razões para isso. Animou-se e recuperou a coragem para viver.

Lamentar-se porque dói um joelho quando ao lado vive alguém paralítico. Queixar-se porque não pode ir ao melhor restaurante, quando ao lado há gente sim pão. Cuidado com as lamentações e mais alegria de viver.

Comentários

Flores infantis