Uma Surpresa

Criado por Narrador
surpresa

Um dia, Ghandi, famoso indiano, viajava de comboio numa carruagem de terceira classe. Perto dele ia um rapaz com uma viola, que se ia entretendo a dedicar-lhe canções patrióticas indianas.
De vez em quando, o jovem cuspia para o chão. Ghandi chamou-lhe delicadamente a atenção:

— Não gosto que sujes o chão, pois o comboio é de todos nós.

O jovem, porém, fez ouvidos de surdo. Repetiu várias vezes o mesmo gesto de má educação. Ghandi calou-se e foi suportanto as atitudes desse jovem. O interessante é que muitas das canções que ele ia cantando exaltavam o grande líder e herói nacional da índia, que era Ghandi.
Finalmente, quando chegaram à estação para onde Ghandi se dirigia, ele levantou-se, preparando-se para sair.
O jovem, que também descia ali, viu uma grande multidão a aclamar Ghandi. Ficou muito surpreendido e também envergonhado. Afinal, esse passageiro que tinha tratado tão mal era o próprio Gandhi, que muito admirava.

O jovem cantava os ideais nobres da paz e da liberdade, mas era violento e oprimia com a sua falta de cortesia as pessoas que viajavam ao seu lado. A isto chama-se falta de coerência. São atitudes do quotidiano que se manifestam os valores em que acreditamos.

Comentários