A Aranha

Criado por Narrador
Aranha - Desenhos para Colorir (3)

Era uma vez uma velha aranha que recebeu a visita da sua jovem neta, vinda da cidade.
Ao observar a teia, a neta, que era universitária, começou a dizer à avó que estava antiquada no seu modo de fazer as teias. Disse-lhe:

— Avó, agora toda a gente fala das novas tecnologias, que é preciso modernizar-se. Tem de pensar em fazer reformas na sua forma de trabalhar.
A neta ficou alguns dias com a avó, insistindo que estava desactualizada. A avó gosta da neta mas não tanto do que ela lhe ia dizendo.
A menina aranha universitária, passados poucos dias, partiu para a cidade.
A velha aranha, que até então vivia tão sossegada, ficou a pensar em tudo o que ouvira. E começou a pensar no que poderia modernizar na teia.
Examinou cuidadosamente todos os fios e notou que todos eram importantes. Apenas o fio comprido que se estendia para cima lhe pareceu que era inútil. Afinal, nunca nenhum mosquito tinha ficado agarrado a ele.
E pensou em cortá-lo. Nesse instante, toda a leia desabou. Afinal, era o fio mais importante.

A jovem aranha intelectual esqueceu-se de dizer à avó que na teia havia um fio que era fundamental e não se lhe poderia tocar. Quando se trata de renovação, é necessário perceber o que é essencial e imutável. Há coisas que permanecem.

Comentários