As Rãs

Criado por Narrador
AS RÃS

Uma vez, três rãs aproximaram-se de um recipiente cheio de leite e caíram lá dentro.
A primeira rã era muito pessimista. Desanimava perante qualquer dificuldade. Por isso, depois de pensar um pouco, chegou à conclusão que não havia nada a fazer. E deixou-se afogar miseravelmente no leite.
A segunda rã era uma intelectual. Tinha sido sempre brilhante nos seus raciocínios quando frequentava a escola da floresta. Servindo-se dos seus conhecimentos, calculou os valores algébricos da trajectória de saída. E deu o salto. Mas, ao fazer as suas contas, tinha esquecido um pormenor. O recipiente tinha uma asa. E foi precisamente bater nela, voltando a cair no leite. Acabou por morrer.
A terceira, mesmo sem grande cultura, era optimista e com uma grande vontade de viver. Por isso, decidiu lutar com todas as forças para sair. Agitou-se sem cessar, sem desanimar. E tanto bateu com as patas no leite que
este se tornou manteiga. E assim se salvou.

Nem o pessimismo, nem o orgulho intelectual nos podem servir em momentos de dificuldade. Mais uma vez recordamos que uma grande dose de optimismo e vontade de viver podem ser a nossa salvação.

Comentários