Autores




Alice no país das maravilhas (3) Alice no País das Maravilhas

Alice era uma menina com muita imaginação. Uma manhã em que estava a estudar no campo com a professora…adormeceu! Ela tinha o hábito de fechar os olhos…assim podia deixar vaguear a imaginação, liberta do controle dos mais velhos. E deixou-se levar…! Acordou ao som de uma vozita! E viu um coelho muito estranho a correr. – Espera-me, senhor Coelho! – Gritou muito animada. E

Ver mais…


pequena sereia A Pequena Sereia

Muito longe da terra, onde o mar é muito azul, vivia o povo do mar. O rei desse povo tinha seis filhas, todas muito bonitas, e donas das vozes mais belas de todo o mar, porém a mais moça se destacava, com sua pele fina e delicada como uma pétala de rosa e os olhos azuis como o mar. Como as irmãs, não tinha

Ver mais…


did da que fazer Didi dá que fazer

Quem me contou esta história foi o Rogério, um rapazinho meu amigo, que morava no 2º direito do prédio onde eu moro. Deixou de ser meu vizinho há coisa de um ano, pouco mais ou menos. O pai dele foi colocado em Estrasburgo, que fica em França, perto da Alemanha, e, como é bom de ver, a família mudou-se também. Quando se foi embora,

Ver mais…


Maria papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…


Barba-azul O Barba Azul

Um homem muito rico e poderoso que vivia sozinho num grande palácio. Chamavam-lhe Barba Azul porque tinha uma longa e estranha barba azul-escura. Por causa disso, o seu aspecto era sombrio e todos tinham medo dele. Um dia, o Barba Azul foi visitar uma senhora que vivia próximo do seu palácio e pediu em casamento a sua filha mais nova, que era uma jovem

Ver mais…


galinha ovos de ouro A Galinha dos Ovos de Ouro

Tudo perde a Avareza Quando quer ganhar tudo. Para abono, só tomo essa Galinha Fabulosa, que punha os ovos de ouro. Crendo o dono que tinha No ventre dela um tesouro, Matou-a, abriu-a, e viu-a igual as outras, Que ovos comuns lhe punham. – Defraudou-se Do melhor bem que tinha Que lição para Mirras! N’esta era o vimos. Pobres d’ontem a hoje, Por sôfregos

Ver mais…


patinho feio O Patinho Feio

Numa bela tarde de Verão, a mãe pata vigiava sorridente os ovos da sua ninhada que estavam prestes a estalar: “Cric, crac”, fez o primeiro ovo. “Cric, crac”, fizeram, uns após outros, todos os ovos da ninhada. As cascas partiram e cinco belos patinhos amarelos saíram cá para fora. “Como sois belos!”, disse a mãe. Mas, faltava um ovo! Era maior e mais escuro

Ver mais…


pinoquio (1) O Pinóquio

Numa aldeia italiana vivia Gepeto, o melhor relojoeiro do mundo. Um dia construiu um boneco quase perfeito…! -Serás o filho que não tive, e vou chamar-te Pinóquio. Nessa noite a Fada Madrinha visitou a oficina de Gepeto. Tocando Pinóquio com a varinha mágica disse: – Vou-te dar vida, boneco. Mas deves ser sempre bom e verdadeiro! No dia seguinte Gepeto apercebeu-se que os seus

Ver mais…


gato O Gato das Botas

Há muito tempo atrás morreu um moleiro que tinha três filhos. Era pobre, mas deixou uma coisa para cada um. O mais velho herdou o moinho, o filho do meio um burro e o mais novo um gato. O mais velho tornou-se moleiro como o pai, o segundo partiu na garupa do burro à procura de fortuna e o mais novo sentou-se a chorar.

Ver mais…


la-cigarra A Cigarra e a Formiga

Num dia soalheiro de Verão, a Cigarra cantava feliz. Enquanto isso, uma Formiga passou por perto. Vinha afadigada, carregando penosamente um grão de milho que arrastava para o formigueiro. – Por que não ficas aqui a conversar um pouco comigo, em vez de te afadigares tanto? – Perguntou-lhe a Cigarra. – Preciso de arrecadar comida para o Inverno – respondeu-lhe a Formiga. – Aconselho-te

Ver mais…