Histórias




A Raposa e o Corvo

Um corvo que passeava pelo campo, apanhou um pedaço de queijo que estava no chão e fugiu, acabando por pousar sobre uma árvore. A raposa observando-o de longe sentiu uma enorme inveja e desejou de todo, comer-lhe o queijo. Assim pós-se ao pé da árvore e disse: Por certo que és formoso, e gentil-homem, e poucos pássaros há que te ganhem. Tu és bem-disposto

Ver mais…


Os Mil Sinos

Era uma vez uma ilha onde havia, junto ao mar, um templo com mais de mil sinos. Quando soprava o vento, todos os sinos repicavam, produzindo uma melodia encantadora. Um dia, porém, uma parte da ilha afundou-se e com ela o templo dos mil sinos. Uma tradição antiga afirmava que esses sinos continuavam a repicar. Por isso, um jovem percorreu centenas de quilómetros para

Ver mais…


A lenda do preguiçoso

Diz que era uma vez um homem que era o mais preguiçoso que já se viu debaixo do céu e acima da terra. Ao nascer nem chorou, e se pudesse falar teria dito: “Chorar não. Depois eu choro”. Também a culpa não era do pobre. Foi o pai que fez pouco caso quando a parteira ralhou com ele: “Não cruze as pernas, senhor. Dá

Ver mais…


Frei João Sem-Cuidados

O rei ouvia sempre falar em Frei João-Sem-Cuidados como um homem que não se afligia com coisa nenhuma deste mundo. E isso provocava-lhe uma certa inveja: – Deixa estar, que eu hei-de meter-te em trabalhos – pensou o Rei para consigo. Mandou-o chamar à sua presença e disse-lhe: – Vou perguntar-te três adivinhas e se dentro de três dias não me souberes responder, mando-te

Ver mais…


A Gansa dos Ovos de Ouro

Um fazendeiro e a mulher tinham uma gansa que todos os dias punha um ovo de ouro maciço. E todas as noites a guardavam em segurança dentro de um cercado ao canto da cozinha, com uma tigela cheia de bom milho e outra de água limpa. E todas as manhãs encontravam mais um ovo amarelo e reluzente na sua cama de palha fofa. Certo

Ver mais…


O Velho o Menino e o Burro

Num lugar que você sabe este fato aconteceu. As pessoas que eu descrevo, você talvez conheceu. E se você não se lembra, procure na consciência. Porque se houver semelhança, não é mera coincidência. O burrico vinha trotando pela estrada. De um lado vinha o velho, puxando o cabresto. Do outro vinha o menino, contente, que o dia estava fresquinho e o sol brilhava no

Ver mais…


Diário: Uma nova amizade

Era uma vez, uma menina chamada Isa. Todos os dias, ao acordar ia à janela respirar ar puro, “nada melhor do que respirar numa manhã tão linda como esta” – dizia sorridente. – Isa! Vem tomar o pequeno-almoço!- dizia a mãe apressada,pois tinha de ir logo de manhãzinha à padaria, buscar pão quentinho e fresquinho. Quando a Isa, terminou o pequeno-almoço, foi buscar a

Ver mais…


A Dieta Da Beleza

Era uma vez, num país oriental, duas lindíssimas irmãs. A primeira casou com um sultão e a segunda com um comerciante. Com o passar dos anos, a mulher do sultão começou a ficar cada vez mais magra, enrugada e triste. A irmã, casada com o comerciante, pelo contrário, parecia que se tornava cada dia mais bonita. O sultão chamou o comerciante c perguntou-lhe: —

Ver mais…


A árvore

Era uma vez uma árvore que, lendo crescido a beira do rio, se sentia mutilo infeliz. Olhava para si própria e chorava a sua triste sorte. Dizia para consigo: — Levo uma vida sem sentido. Sempre parada e sem fazer nada, junto ao rio. Um belo dia, um passarinho poisou num dos seus ramos e cantou-lhe aos ouvidos uma linda canção. A árvore, que

Ver mais…


As sementes

Duas sementes estavam lado a lado, enterradas no solo de um terreno fértil. Dizia a primeira: — Eu quero crescer! Quero estender as minhas raízes para me manter de pé, e elevar os meus rebentos furando a negra terra até ver a luz do sol de Primavera. Quero depois elevar-me cada vez mais alta, desfraldando ao vento as folhas verdes e fazendo brotar as flores,

Ver mais…