Página Inicial   Histórias   'Contos Infantis' (Página 8)

Contos Infantis


O Menino Pobre

Era uma vez, há muitos anos, um menino muito pobre que frequentava a igreja, levando sempre uma roupa muito remendada e uns sapatos gastos. Certo dia, um homem sem fé, que o via passar todos os domingos diante de sua casa, quis brincar com ele. Quando regressava da igreja, perguntou-lhe: — Olha lá, menino, tu acreditas mesmo em Deus? A criança respondeu: — Sim,
Ler mais »


O Sol e a Lua

O sol todo pomposo, com as suas melhores vestes para sair à rua, ao entardecer, esqueceu-se do seu relógio em casa. Aflito, vasculhou inutilmente, por toda a parte, mas não encontrou nada a não ser o desespero e a desolação. Tentou em vão, socorrer-se da sua memória, mas não a encontrou, pois o cansaço já começava a tomar conta de si. Mas o impensável
Ler mais »


A Boa Notícia

Um famoso jogador de ténis, depois de vencer uma partida e de receber o cheque, foi para os balneários. Pouco depois, saía em direcção ao seu carro quando foi abordado por uma jovem, que lhe disse: — O meu filhinho está a morrer. Não tenho dinheiro para pagar os remédios. Não me pode ajudar. O jogador, comovido com a sua história, passa-lhe um cheque,
Ler mais »


Meninos de todas as cores

Era uma vez um menino branco chamado Miguel, que vivia numa terra de meninos brancos e dizia: É bom ser branco porque é branco o açúcar, tão doce, porque é branco o leite, tão saboroso, porque é branca a neve, tão linda. Mas certo dia o menino partiu numa grande viagem e chegou a uma terra onde todos os meninos eram amarelos. Arranjou uma
Ler mais »


A Esponja

No tempo em que até as coisas mais simples falavam, uma esponja e um seixo duro encontraram-se precisamente dentro de um balde de água. A esponja, porque é esponja, começou a beber, a beber cada vez mais água até ficar toda ensopada e cheia de água. Estava mesmo satisfeita. O seixo, que alguém colocara no fundo do balde, não se sabe bem porquê, mantinha-se
Ler mais »


O Sapateiro

Era uma vez, há muitos anos, um pobre sapateiro que tinha muitos filhos. Mas, no meio da sua pobreza, era alegre e feliz. Enquanto remendava os sapatos ou lhe punha as meias-solas, ia cantarolando. Naquele casa parece que era festa todos os dias. A sua esposa e os filhos sentiam-se felizes. Um dia, um vizinho rico, impressionado com a vida desse pobre sapateiro, pôs-lhe
Ler mais »


A LINDA FOLHINHA DE OUTONO

Era uma vez uma folhinha que nasceu num dia ensolarado de Primavera, era a folhinha mais verdinha e bonita de um velho diospireiro, vivia presa num ramo da árvore com as suas irmãzinhas. Todos os dias a folhinha brincava com as suas irmãzinhas presas no ramo do velho diospireiro, bailavam ao sabor da brisa do vento e gargalhavam pela vida feliz que tinham. O
Ler mais »


As ferramentas

Numa carpintaria, realizou-se a reunião das ferramentas. O martelo queria ser o chefe de todas elas, mas os participantes disseram-lhe que não, pois fazia demasiado barulho e passava todo o tempo a bater. O martelo aceitou, mas exigiu que não fosse o parafuso, pois ele dava muitas voltas para conseguir algo. O parafuso concordou, mas por sua vez pediu que o chefe não fosse
Ler mais »


Os sapos

Um dia, os sapos decidiram utilizar o fim-de-semana para se juntarem e fazerem uma competição. Também eles tinham direito a divertir-se, como fazem as pessoas. Como os desportos radicais estavam na moda, resolveram subir até ao cimo da torre mais alta da cidade. Chegados ao dia, começou a competição. Ei-los todos atarefados para ver qual deles conseguia subir até ao cimo da torre. A
Ler mais »


O Escurinho e o Lobo Bom

Havia um carneirinho, coitado, de quem ninguém gostava. Diziam que era muito feio e não sabia brincar. Num certo dia, todo o rebanho foi pastar para a serra e Simão, que era o filho mais novo do senhor Agostinho, pediu ao pai para também deixar ir o “Escurinho”. Lá mesmo no alto da serra, enquanto as ovelhas e os carneiros mais velhos se deliciavam
Ler mais »


~ Contos Infantis | Historias e Contos Infantis | Page 8 ~