Fido e os Pintainhos

Criado por Narrador
Snoopy_and_Woodstock_camping

O Fido era um cão elegante, de pêlo comprido, que dormia numa casota, feita especialmente para ele, com o chão coberto de palha.

Certa noite, ele avistou uma coisa redonda e esbranquiçada, mesmo num cantinho da cama. O Fido era um cão bom, e, por essa razão, os mistérios não lhe metiam medo. Deitou-se e adormeceu. Na noite seguinte, viu mais um desses objectos, e assim sucessivamente Treze dias mais tarde, havia treze ovos, todos juntinhos lá no canto. No dia seguinte, o Fido encontrou mais uma coisa que o surpreendeu. Era uma galinha poedeira, que estava a cobrir os ovos, com as penas quentinhas.

Aquela galinha e o Fido, eram bons amigos. Já muitas vezes tinham comido da mesma tigela. Provavelmente, o Fido ficou contente por a galinha ter escolhido a sua casota para fazer o ninho. Passou a deitar-se com o focinho um pouco mais perto da entrada da casota, para não incomodar a galinha. E assim foi, durante três semanas. A galinha deitava-se em cima dos ovos. Na vigésima primeira noite, o Fido ouviu uns sons estranhos: Um piar fraco, o ruído das cascas dos ovos a partirem-se e a galinha a andar, alegremente, de um lado para o outro. O Fido não conseguia entender o que se estava a passar. Mas pôs-se alerta, espetou as orelhas, e, de vez em quando emitia uns sons de admiração. No dia seguinte, a sua amiga andava no pátio com onze pintainhos à volta dela. O Fido ficou fora de si de alegria; pôs se aos pulos à volta da galinha, dando ainda outros sinais de satisfação. Catorze dias mais tarde, a pobre galinha e dois dos pintainhos, morreram atropelados por um carro.

Então o Fido levou os outros pintainhos para a sua casota e deitou-se lá no cantinho. Os pintos esconderam se debaixo do pêlo longo do cão. O Fido ficava quieto, o mais possível, com medo de incomodar ou de magoar algum dos animaizinhos. Assim, ele guardou e aqueceu os pintos durante toda a noite. Na manhã seguinte, levou-os para o pátio, a ladrar de contente. Pôs-se a esgravatar no chão, até este ficar macio. Então os pintos esgravataram também na terra revolvida. Era uma cena divertida — o cão a passear no pátio, com os pintos todos atrás! O Fido tomou conta dos bichinhos durante muito tempo — até eles não precisarem mais da ajuda dele.

Comentários