O chapéu de palha da Rute

Criado por Narrador
Straw-hat

A maior parte do tempo, a Rute era uma boa menina; mas algumas vezes era teimosa e caprichosa. Então, era-lhe difícil obedecer à mãe.

Um dia a mãe voltou da cidade, onde tinha ido fazer toda a espécie de compras. Também tinha trazido algumas coisas para a Rute, especialmente um lindo chapéu de verão. Era um belo chapéu de palha, enfeitado com uma fita azul.

A mãe deu licença à Rute para pôr o chapéu, a ver como lhe ficava. Esta pôs-se imediatamente à frente do espelho, a mirar-se por todos os lados. “Mas agora tens de pô-lo na prateleira do guarda-vestidos.” Disse a mãe. “Podes pô-lo quando formos visitar a tia, ou então quando dermos algum passeio. Se o usas todos os dias, em breve ficará estragado.” “Só mais alguns minutos, por favor, mãe!” pediu a Rute. “Depois subo a uma cadeira e ponho o chapéu na prateleira.” A mãe estava bastante ocupada com o Jantar, e não podia demorar-se mais. Ela confiou em que a Rute faria o que prometera e dirigiu-se imediatamente para a cozinha.

Nesse instante, a Rute ouviu um ruído que parecia vir do jardim dos vizinhos. Foi ver e lá estava a Nelli e a Meta a trabalhar. O David também estava com elas. A Rute foi completamente dominada pelo desejo de mostrar o chapéu novo aos amigos. Então escapou-se rapidamente pela porta das traseiras e correu pela ruela até ao pequeno prado dos vizinhos. Como ela ficou contente quando a Nelli e a Meta, maravilhadas, lhe gabaram muito o chapéu! Só o David é que estava todo ocupado com uma cabra. Greta — era o nome da cabra — começou a comportar-se com teimosia.

A corda com a qual ela estava atada, tinha-se partido. O David queria amarrá-la de novo, mas a Greta parecia não estar de acordo. Queria estar à solta. O David tinha de puxar, puxar a cabra. Mas cada vez que ele ia pôr outra vez a corda, ela soltava-se.

A Nelli e a Meta olhavam admiradas, a ver como o impetuoso David, todo a transpirar, desempenhava a tarefa. Finalmente, ele atou-lhe a corda, mas a cabra puxou de novo e soltou-se.

Então as meninas correram para ajudar o David. A Nelli e a Rute seguravam a corda, e a Meta ajudava o David. Mas as duas meninas não tinham tanta forca como a cabra. A Nelli e a Rute deram um trambolhão, e então é que aconteceu a aventura emocionante da Rute.

Assim que se levantaram, ela viu o seu chapéu de palha na boca da cabra. A Greta estava a comê-lo a toda a velocidade. Já tinha desaparecido um grande bocado dele. Teria provavelmente dado uma fotografia cómica, a cabra a comer um chapéu novo. A Rute ainda o quis salvar, mas era tarde demais. A alegria do chapéu novo tinha sido de pouca duração. A Rute já não precisava de ir pô-lo na prateleira…

Comentários