O Farol

Criado por Narrador
farol-3946156

Era uma vez um farol que estava num cabo junto ao mar. Sentia-se muito triste pois julgava que não servia para nada. Via os barcos a passarem no alto mar, e parecia-lhe que nenhum deles lhe ligava importância.
Ele cada vez iluminava mais os seus faróis mas os barcos, ao verem a sua luz, afastavam-se. Bem desejava que se aproximassem dele para poder conversar um pouco, pois sentia-se muito só.
Um dia, cansou-se de dar luz aos barcos e decidiu deixar de brilhar na escuridão da noite.
Passado poucos dias, reparou que um barco se estava a aproximar dele e, de repente, ficou encalhado
nas rochas.
Ouviu os homens de dentro do barco a gritarem:

— A culpa e do farol, que está avariado! Nesse momento, o farol percebeu qual era a sua tareia. Afinal os barcos nunca se aproximavam dele, porque a sua luz servia para evitar que se aproximassem da costa com o perigo de encalharem.
A partir dessa noite, mesmo só, sentiu-se útil e nunca mais deixou de brilhar.


O farol, espalhando o seu feixe de luz nas águas do mar, não imaginava o bem que estava a fazer. Graças a ele, evitavam-se tragédias. As pessoas não se podem cansar de irradiar a luz das suas boas obras, pois são farol para muitos.

Comentários