O Mapa

Criado por Narrador
Mapa do tesouro

Um explorador, ao regressar de uma grande viagem ao Amazonas, quis contar aos seus amigos tudo o que vira. Mas não encontrava palavras para se expressar, não conseguia dizer toda a sua grande emoção quando contemplou aquelas imensas florestas, as flores de uma beleza sem igual, os sons nocturnos da floresta. Não conseguia expressar o que sentiu quando se deu conta do perigo das feras, ou quando percorreu de canoa as
águas do grande rio. Disse simplesmente:
— Ide e experimentai vós próprios o que é o Amazonas.
E, para os orientar, deu-lhes o mapa que trouxera consigo assim como algumas fotografias.
Eles não quiseram arriscar. Limitaram-se a pegar no mapa e nas fotografias, encaixilhá-las e pendurá-las
na parede. Achavam que isso bastava para conhecer o Amazonas.
O explorador, ao ver o que eles fizeram, lamentou o ter-lhes dado o mapa e as fotografias. Ele sabia muito bem que só se conhece bem uma realidade, vendo-a, sentindo-a, ouvindo-a, experimentando-a.

O apóstolo S. João escreveu: «O que vimos com os nossos olhos, o que contemplámos e as nossas mãos tocaram relativamente a Cristo, isso vos anunciamos» ( Cf 1.ª Carta de João, 1-4). Será que os cristãos de hoje já tiveram essa experiência de fé?

Comentários