Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1199

a historia de amor entre o sol e lua

Você está a ver contos para meninos , contos para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa a historia de amor entre o sol e lua. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. cisnes selvagens,historias infantis sobre castelos,histórias em powerpoint sobre o mar,historia infantil sobre as mãos,os cisnes selvagens historia,contos selvagens,historias de cisnes,historias infantis de castelos,conto os cisnes selvagens,histórias infantis com perguntas



buque-de-flor-18_47182 O ramo de flores

A velhinha, de rosto sereno e tranquilo, desde que morrera o seu marido, passou a viver numa residência para idosos. Não tinha nenhum parente com quem pudesse viver. As pessoas constatavam que, na época do Natal, aquela mulher recebia sempre uma encomenda e um ramo de flores. Abria-a com alegria diante das colegas e dizia sempre estas palavras: — Estais a ver? Ele mais

Ver mais…


rei_1 O melhor e o pior

O rei chamou um dos seus criados e disse-lhe: — Vai por todas as cidades e aldeias do meu reino e traz-me a coisa melhor que encontrares. Pouco tempo depois, o criado regressava com uma língua numa bandeja. E disse ao rei: — Majestade, a língua é a melhor coisa. Com ela os crentes louvam a Deus, os namorados falam de amor, os educadores

Ver mais…


688px-Pinguim_Crystal_2000 O Pinguim

Um camionista andava sempre pelas estradas da Europa a transportar mercadorias. Passava dias e noites longe da mulher e dos filhos. Muitas vezes sentia saudades dos familiares queridos. Um dia, ao chegar a casa, viu na sua mesa de cabeceira um pinguim de pelúcia com um bilhete colado que dizia «Eu amo o meu pai». Ficou profundamente emocionado. Colocou-o na cabine do camião e,

Ver mais…


homem_trabalhando_colorir_profissao_13 O marmorista

O gravador de lápides funerárias poisou o cinzel e disse: — Terminei. O homem examinou a pedra: as duas datas 1920 e 2003 separadas por um pequeno traço de dois centímetros. Depois abanou a cabeça e disse: — Não sei como me explicar, mas parece-me muito pouco. Veja, o meu pai teve uma vida cheia e longa. Desejaria que ficasse gravado no mármore de

Ver mais…


O PELICANO O Pelicano

Era uma vez um pelicano, uma ave de bico comprido, que partiu à busca de alimento para os seus filhos. Uma serpente, escondida entre a ramagem, ao vê-la sair, aproximou-se do ninho onde dormiam os pequenos pelicanos. Mordeu-os a todos, um por um, passando os pobrezinhos do sono para a morte. Satisfeita, a serpente voltou para o seu esconderijo, a fim de gozar com

Ver mais…


A Lepra A Lepra

Carlos há algum tempo que via o aparecimento de estranhas manchas na pele. Decidiu então consultar o seu médico, que o mandou fazer análises. Levou-as ao médico, ansioso por saber os resultados. Apesar da sua ansiedade, pediu ao médico que lhe dissesse toda a verdade. O doutor explicou-lhe: — O senhor tem aquilo que já suspeitava. Está leproso. O homem segura as mãos do

Ver mais…


A TEMPESTADE DE NEVE A Tempestade De Neve

O aviador francês Guillaumet sobrevoava, em 1925, a Cordilheira dos Andes quando foi atingido por uma violenta trempestade de neve. Sem condições para continuar o voo num avião tão frágil, aterrou de emergência sobre o gelo e a neve. E agora? Se ficasse parado, os membros ficariam enregelados e acabaria por morrer. A melhor solução era começar a andar, enfrentando o vento, a neve

Ver mais…


janela-desenhos-dos-utentes-pintado-por-mina-menin-1032664 A janela

Um homem desesperava do amor de Deus. Um dia, enquanto vagueava pelas colinas que rodeavam a cidade, encontrou um pastor. Este, vendo-o aflito, perguntou-lhe. — Por que é que andas assim tão perturbado, amigo? — Sinto-me imensamente só. — Também eu ando só, mas não estou triste. — Talvez porque Deus te faz companhia! — Adivinhaste. — Eu, pelo contrário, não tenho a companhia

Ver mais…


Fabula A Raposa e o Galo (8) A Raposa e o Galo

Era uma vez uma raposa muito esperta. Um dia, passeando, viu uma capoeira cheia de galinhas. Entrou lá dentro e comeu uma. Póh, poh poh poh, phóo… No dia seguinte a raposa construiu junto à capoeira uma casa. E dentro da casa escavou um túnel que ia dar à capoeira. E todas as noites comia uma galinha. Póh, poh poh poh, phóoo… Um belo

Ver mais…


la-cigarra A Cigarra e a Formiga

Num dia soalheiro de Verão, a Cigarra cantava feliz. Enquanto isso, uma Formiga passou por perto. Vinha afadigada, carregando penosamente um grão de milho que arrastava para o formigueiro. – Por que não ficas aqui a conversar um pouco comigo, em vez de te afadigares tanto? – Perguntou-lhe a Cigarra. – Preciso de arrecadar comida para o Inverno – respondeu-lhe a Formiga. – Aconselho-te

Ver mais…