arca de noe vinicius de moraes youtube

Você está a ver contos e fábulas para meninos , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa arca de noe vinicius de moraes youtube. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. gta san andreas menino motos codigo,historia de terror para crianças,resumo da historia da arca de noe



follow O Seguimento

Um sultão viajava pelo deserto, seguido de uma longa caravana que transportava um precioso carregamento de ouro e objectos preciosos. A meio do caminho, um camelo, extenuado pelo cansaço, caiu e não mais se levantou. A arca que esse pobre camelo carregava tombou e abriu-se, espalhando nas areias muitas pérolas preciosas e outras jóias de muito valor. O sultão, num gesto de generosidade, convidou

Ver mais…


boneca A Grande Barrela

-Sabes, Zézito, vou fazer uma barrela geral aos vestidos das minhas bonecas. -disse a Joanita -Estão tão sujos que até metem nojo! -Se quiseres podes lavar também os fatos do meu urso e do escarumba -respodeu o Zézito. -Certamente, desde que me ajudes – concordou logo a Joanita. Foi um belo trabalho, sim senhor! Enquanto a Joanita lavava tudo com «omo», o Zézito ia

Ver mais…


Princess-Cinderella A Cinderela

A jovem Cinderela cresceu no campo, com o seu pai. Durante o dia montava a cavalo e à noite ouvia histórias fantásticas sobre magia e castelos. O seu pai gostava muito dela, mas sentia-se sozinho. Numa Primavera, casou-se com Lady Tremaine. Cinderela ficou contente com a vinda dela e das filhas, Drizela e Anastácia. Elas, no entanto, não gostavam nada de Cinderela, apesar dela

Ver mais…


031 A donzela sem mãos

Era uma vez, há alguns anos, um homem que ficava na estrada e que possuía uma pedra enorme de fazer farinha, com a qual moía cereal da aldeia. Esse moleiro estava passando por dificuldades e não restava nada além da enorme pedra de moinho e da grande macieira florida atrás da construção. Um dia, quando ele entrava na floresta com seu machado de gume

Ver mais…


HeidiWeg1280x1024 Ajudando o Tio no campo

Ao acabar o meu tempo escolar, passei um balo ano, nas montanhas, a ajudar o meu tio a trabalhar na terra. O que eu gostava mais, era de ir buscar lenha com o avô. O estalido de um pinheiro a cair, ou o ruído dos troncos das Árvores no vale! Mas a lenha não era o único trabalho — longe disso. Eu tinha de

Ver mais…


desenho Meu cabelo é: CABELINDÃO

Cabelo é uma coisa engraçada Se você corta, ele cresce Se você clareia, ele escurece Se você escurece, ele embranquece E lá um belo dia, simplesmente desaparece Cabelo é uma coisa interessante É tanta coisa que se passa Shampoo, condicionante Laquet, anti-frizz E qualquer outra coisa Que agrade o nariz Cabelo é uma coisa colorida Vermelho, preto, dourado Castanho, branco, acinzentado E o mais

Ver mais…


a-alegoria-das-ferramentas As ferramentas

Numa carpintaria, realizou-se a reunião das ferramentas. O martelo queria ser o chefe de todas elas, mas os participantes disseram-lhe que não, pois fazia demasiado barulho e passava todo o tempo a bater. O martelo aceitou, mas exigiu que não fosse o parafuso, pois ele dava muitas voltas para conseguir algo. O parafuso concordou, mas por sua vez pediu que o chefe não fosse

Ver mais…


ac3b79264f63986ef1dbfb13068f231f As Estrelas do Mar

Um poeta foi para a praia à procura de inspiração para escrever um novo livro. Numa dessas caminhadas viu ao longe um jovem que se abaixava e apanhava alguma coisa na areia, que depois atirava ao mar. No dia seguinte, observou novamente o jovem a repetir a mesma cena. Apanhava algo que depois arremessava para a água do mar. Foi ter com ele e

Ver mais…


Maria papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…


blue-marion-berries Um passeio às Amoras

Era a época das amoras silvestres. A mãe sugeriu que toda a família fosse à floresta colher amoras. Ela gostava de encher alguns boiões de conserva para o Inverno. Estava um dia de sol, quando ela disse ao pai: “Achas que poderíamos ir esta tarde?” “Sim, arranja-se já isso; mas temos de voltar a tempo de mungir as vacas. Se todos trabalharem activamente, certamente

Ver mais…