Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1285

arvore para pintar

Você está a ver contos , contos para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa arvore para pintar. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. coruja desenho,história infantil sobre coruja,@llind com,corujas desenhos,desenho de coruja,historinha infantil da coruja,desenho coruja,corujas,joca e joquinha,coruja infantil



Desenho do Ruca para Pintar


Desenho da Árvore com Maças


O Lobo


4b7bbb69722937495869a08f9cb299ab A Madeira

Uma vez, um lenhador pegou no machado e foi ao bosque com a intenção de cortar uma árvore. Aproximou-se de uma grande e esbelta árvore e abateu-a cruelmente. Depois de ter caído ao chão, cortou-lhes os ramos. Depois levou-a para casa. Ao chegar, perguntou-lhe: — O que gostarias que eu fizesse de ti? A árvore, a chorar a sua desdita, respondeu: — Já que

Ver mais…


Desenho do Tweety


Desenho do Dragão


PáginaÁrvore cópia A Gratidão

Era uma vez uma árvore que vivia solitária numa planície. Um dia, chegou um pássaro carpinteiro para fazer nela um buraco a fim de se acolher. Embora lhe fizessem doer as suas bicadas, deixou que fizesse o ninho no seu tronco. Mais tarde chegou um bando de avezinhas que precisava de descansar. Embora a deixassem toda despenteada e com os seus cantos não a

Ver mais…


borboleta_color2 Manchita, a borboleta

Vou-vos falar de uma borboleta muito especial que se chamava Manchita. Ela era especial porque era diferente de todas as suas amigas borboletas! Certo dia, no país dos insetos, as borboletas pintoras estavam muito atarefadas a fazer as pinturas das asas daquelas que ainda iam nascer! Estavam tão atarefadas que nem deram pela chegada da Distraída, uma borboleta que se chamava assim porque se

Ver mais…


fa2756dc31a7bc43f772bb15ecc24555 A árvore

Era uma vez uma árvore que, lendo crescido a beira do rio, se sentia mutilo infeliz. Olhava para si própria e chorava a sua triste sorte. Dizia para consigo: — Levo uma vida sem sentido. Sempre parada e sem fazer nada, junto ao rio. Um belo dia, um passarinho poisou num dos seus ramos e cantou-lhe aos ouvidos uma linda canção. A árvore, que

Ver mais…


Desenho com o Tom e Gerry