Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 992

Atividades com o poema ou isto ou aquilo de cecilia meireles

Está a visualizar Histórias para crianças, Contos Infantis, e/ou outras publicações relacionadas com a sua pesquisa por Atividades com o poema ou isto ou aquilo de cecilia meireles. Descubra os textos mais populares ideais para filhos, pais e professores.





- - -

As Varas

Um homem, antes de partir para a guerra, chamou os seus filhos e disse-lhes: — Vou para o combate e tenho receio de encontrar a morte. Por isso, desejo despedir-me de todos e dar-vos o meu último conselho. Para isso, quero que cada um de vós vá buscar uma vara. Todos partiram e, passados alguns momentos, estavam de novo reunidos junto do pai. O
Ler mais »


O Aroma

Uma filha, muito desanimada, contava à mãe as suas desgraças. Tudo lhe corria mal: no trabalho, na família, nos negócios. Depois de a ouvir atentamente, a sua mãe convidou-a a acompanhá-la à cozinha. Aí deu-lhe uma cenoura, um ovo e alguns grãos de café e disse-lhe: — Põe tudo isto a ferver durante alguns minutos. A filha obedeceu. No final, perguntou qual o significado de
Ler mais »


De criança diferente a adulto consciente

Nasci e quando comecei a crescer, mamãe descobriu que havia algo diferente em mim. Os sons iam ficando cada vez mais distante e os médicos diziam que um dia eu não poderia mais ouvir o canto dos pássaros, o latido do cachorro, a música e nem mesmo a voz da mamãe. Fui crescendo como toda criança e um dia minha mãe me ensinou que
Ler mais »


A Princesa e a ervilha

Era uma vez um príncipe que queria casar com uma princesa — mas tinha de ser uma princesa verdadeira. Por isso, foi viajar pelo mundo fora para encontrar uma, mas havia sempre qualquer coisa que não estava certa. Viu muitas princesas, mas nunca tinha a certeza de serem genuínas havia sempre qualquer coisa, isto ou aquilo, que não parecia estar como devia ser. Por
Ler mais »


Rato Lagarto

Um lagarto e um rato fizeram amizade num jardim de certa cidade. O rato só pensava na bola mas o lagarto andava na escola. Às vezes discutiam com grande calor porque um queria ser doutor e outro ganhar milhões e ser ídolo das multidões… Certo dia o desmiolado roeu um dicionário de rato-lagarto que lhe soube a bolor e que pertencia ao lagarto doutor.
Ler mais »


A Historia dos Primos Ratos

Era uma vez um rato que vivia no campo, onde era muito feliz. Tinha um primo rato que vivia na cidade, dentro dos esgotos. O rato do campo alimentava-se de frutas, raízes e sementes. O da cidade comia restos de comida que ia buscar aos caixotes do lixo. Um dia o rato da cidade foi ao campo visitar o primo, e ao despedir-se disse-lhe
Ler mais »


As cebolas invulgares

O Alfredinho encontrou, no caminho, um cartuchinho de papel. Rapidamente, olhou à sua volta, para ver se vinha algum carro. Então dirigiu-se ao saquinho, agarrou nele, e voltou para a orla do prado. Ali, abriu o cartucho para ver o que continha. “Só cebolas!” exclamou decepcionado. “Duas cebolas castanhas. Vou levá-las à mãe. Talvez possa aproveitá-las para a sopa.” O Alfredo pós o pacote
Ler mais »


Os Frutos

Uma vez, uma mulher viu na floresta, junto a umas árvores, um pequenino lago ou espelho de água. Olhou para dentro e viu belos frutos maduros que pareciam dizer-lhe: «Tomai-me e comei-me!» Estendeu o braço e mergulhou a mão na água para os colher mas desapareceram. Depois a água voltava a ficar límpida e apareciam de novo os saborosos frutos. E a mulher foi
Ler mais »


A Lepra

Carlos há algum tempo que via o aparecimento de estranhas manchas na pele. Decidiu então consultar o seu médico, que o mandou fazer análises. Levou-as ao médico, ansioso por saber os resultados. Apesar da sua ansiedade, pediu ao médico que lhe dissesse toda a verdade. O doutor explicou-lhe: — O senhor tem aquilo que já suspeitava. Está leproso. O homem segura as mãos do
Ler mais »


As casas submersas

Um dia, aconteceu algo na aldeia que deixou a todos admirados. Viram que as suas casas se iam afundando pouco a pouco. E o pior era que, cada dia que amanhecia, elas estavam cada vez mais submersas. Não percebiam a razão de ser desse fenómeno. E muito menos percebiam por que é que havia uma casa que não se afundava como as outras. Essa
Ler mais »



~ Search results for "atividades com o poema ou isto ou aquilo de cecilia meireles" | Historias e Contos Infantis ~