Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1154

atividades de ciencias corpo humano 4 ano

Você está a ver contos para meninos , contos para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa atividades de ciencias corpo humano 4 ano. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



A lamentação A Lamentação

Era uma vez um jovem que linha o costume de se lamentar. Dizia que Deus tinha dado aos seus vizinhos tantas riquezas e a ele nada tinha dado. A sua lamentação chegou a um sábio que lhe perguntou: — Tens mesmo a certeza de que és assim tão pobre como dizes? Será que Deus não te deu a força e a saúde? O jovem,

Ver mais…


Frases-de-Alegria O Mais Alegre

Uma vez, organizou-se um concurso para ver quem era a pessoa mais alegre da aldeia. Quando chegou o momento de se apresentarem diante do júri, o primeiro passou todo o tempo às gargalhadas. Quando o júri disse que tinha perdido, ficou muito triste. O segundo contou várias anedotas. Mas, quando o júri disse que também tinha perdido, ficou muito aborrecido. O terceiro manteve um

Ver mais…


pomba e formiga A Pomba e a Formiga

Enquanto a sede uma pomba Vê por um triste desastre Cair n’água uma formiga. Naquele vasto oceano A pobre luta, e braceja, E vir à margem da fonte Inutilmente deseja. A pomba, por ter dó dela, N’água uma ervinha lhe lança; Neste vasto promontório A triste salvar-se alcança. Na terra a põe uma aragem; E livre do precipício, Acha logo ocasião De pagar o

Ver mais…


lebre A Lebre e a Perdiz

Dos miseráveis Nunca zombeis. Quem diz que sempre Feliz sereis? Mais de um exemplo Do sábio Esopo Conspira em prova Do nosso escopo. O que em meus versos Agora cito Foi noutros termos Por ele escrito. Tinham num campo Lebre e perdiz (Ao que parece) Vida feliz. Uns cães se achegam Do lar tranquilo; Vai longe a lebre Buscando asilo. Perde-lhe o rasto Toda

Ver mais…


RAPOSA-E-O-BODE A Raposa e o Bode

O capitão raposo Ia caminhando ao lado Do seu amigo bode, D’alta armação dotado. Este não via um palmo Diante do nariz; Era formado aquele Nas burlas mais subtis. Ungidos pela sede, Lograram penetrar Num poço, cujas águas Sorveram a fartar. Disse o raposo ao bode: “O que fazer agora? Beber não foi difícil; E sim vir para fora. As tuas mãos e pontas

Ver mais…


o futuro O Futuro

Um idoso, já reformado, trabalhava com entusiasmo no bosque. Plantava macieiras, pereiras, laran jeiras e outras árvores de fruto. Fazia canais de rega e arrancava ervas. Passou por ali um intelectual, também já reformado, que andava triste por não ler nada para fazer. Parou e disse ao idoso: — Por que é que o senhor não aproveita os seus anos de reforma para descansar?

Ver mais…


Abalone-Chiton-and-Keyhole-Limpet A lapa

Não vale de nada, bater à porta da casa da lapa. Ela comporta-se como se quisesse dizer: “Não estou em casa!” Não se consegue despegar a concha das rochas. Temos que esperar até que ela pense que nos fomos embora. Quando levanta um pouco a concha, para espreitar cá para fora, podemos meter rapidamente uma faca debaixo dela. Só assim conseguimos soltá-la. Mas estando

Ver mais…


cartoon-worm-10 As Larvas E Os Insectos

Era uma vez umas larvas, pequenos embriões, que viviam felizes no lodo do rio. Ficavam, porém, muito tristes quando viam desparecer as suas irmãs, trepando pelos caules dos nenúfares. Não sabiam qual era o seu destino, nem o que lhes sucedia. Um dia, fizeram um pacto. Prometeram que, se alguma delas sentisse vontade de subir, voltaria para contar porque tiveram de partir e o

Ver mais…


crianca diferente De criança diferente a adulto consciente

Nasci e quando comecei a crescer, mamãe descobriu que havia algo diferente em mim. Os sons iam ficando cada vez mais distante e os médicos diziam que um dia eu não poderia mais ouvir o canto dos pássaros, o latido do cachorro, a música e nem mesmo a voz da mamãe. Fui crescendo como toda criança e um dia minha mãe me ensinou que

Ver mais…


la-bella-y-la-bestia A Bela e o Monstro

Era uma vez um príncipe egoísta que um dia não prestou ajuda a uma velhinha que a solicitou. Só que esta era uma bruxa e gritou uma maldição: – Julgas-me indefesa! Pela tua falta de piedade condeno-te a viver a partir de hoje como uma Besta. A transformação foi imediata! O destino da fera ficaria ligado ao de uma rosa encantada, que viveria até

Ver mais…