como criar uma gaiola para porquinho da india

Você está a ver contos , contos para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como criar uma gaiola para porquinho da india. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. historia dos tres porquinhos ilustrada,historias infantil ilustrada,os tres porquinhos para imprimir,historinhas infantil ilustrada,historias infantil ilustradas para imprimir,HISTORIAS ILUSTRADAS PARA IMPRIMIR,historinhas infantis ilustradas,historia ilustrada dos tres porquinhos,a historia dos tres porquinhos ilustrada,historinha dos tres porquinhos ilustrada



O Porquinho que Dorme


porquinho O Porquinho Comilão

O porquinho da nossa história era muito comilão. A mãe costumava ralhar com ele, com razão, porque o porquinho andava sempre à procura de alguma coisa para encher a barriga, não se importando nada que o que comesse fosse dele ou não. Era frequente ouvir a mãe dizer: – Quem é que comeu o bolo que estava guardado na despensa? -Quem é que comeu

Ver mais…


sapatos-com-laco-moda-pintado-por-sarah-1008760 Os sapatos

Uma grande empresa americana de calçado desenvolveu um projeclo de exportação de sapatos para a índia. Para isso, enviou dois dos seus consultores a pontos diferentes desse imenso país. Esses técnicos deviam verificar as potencialidades da Índia se tornar num bom mercado para o produto a vender, os sapatos. Após alguns dias de investigações, um dos consultores enviou para a empresa um fax que

Ver mais…


10749676-el-rey-rana-sobre-un-fondo-blanco O Príncipe Sapo

Era uma vez um rei que não tinha filhos e tinha muita paixão por isso, e a mulher disse que Deus lhe desse um filho mesmo que fosse um sapo. Houve de ter um filhinho como um sapo; depois botaram as folhas a ver se havia quem o queria criar, mas ninguém se animava a vir. O rei, vendo que o sopito do filho

Ver mais…


gorjus001 Esconder

Um dia, os deuses decidiram criar o homem e a mulher à sua imagem e semelhança. Porém, um deles disse: – Se vamos criá-los à nossa imagem e semelhança, irão ser iguais a nós. E então estaremos a criar novos deuses. Devemos tirar-lhe algo. Decidiram então que lhes iriam tirar a felicidade. Mas o problema era onde esconde-la para que nunca a encontrassem. E

Ver mais…


bricks-48938_640 Os Tijolos

Uma noite, veio inesperadamente uma tempestade que levou uma das casas da aldeia. Essa família ficou sem nada. Toda a gente lamentava o acontecido e uma família vizinha acolheu-os em casa. Naquela noite, um dos habitantes não conseguia dormir, pensando na forma de ajudar essa família. Teve então uma ideia. Levantou-se rapidamente e, como era pobre, apenas levou quatro tijolos da sua casa. Aproveitando

Ver mais…


comida-1045 A Helena e o Arnaldo

A Helena e o Arnaldo têm uma surpresa. A pequena Helena, de sete anos, lançou impetuosamente a maça mordida, por cima da vedação que dava para o prado. “Não quero saber mais de ti!” Foram as palavras que acompanharam a sua acção. “Estás a falar comigo?” perguntou o irmão de cabelo ruivo, dois anos mais velho. “Não, senhor russo, estava a falar só com

Ver mais…


Os passos Os Passos

Era uma vez um eremita que vivia no deserto, entregue ao trabalho e à oração. A sua cela ficava um pouco distante da fonte, onde ia buscar água todos os dias para se lavar e cozinhar. Um dia disse para consigo: «Vou mudar a minha choupana para mais perto da fonte. Assim terei menos trabalho. E até terei mais tempo para a oração». Assim

Ver mais…


rio A desastrada

A manhã estava cinzenta e nebulosa. Atravessámos uma pequena aldeia de carro. A certa altura, tivemos mesmo de acender os faróis. Passado pouco tempo, chegámos a uma pequena floresta que atravessámos tranquilamente, quando, de repente, a avó exclamou: “Olhem, há qualquer coisa no meio da estrada!” Imediatamente diminuímos a velocidade. “O que será?” perguntou a Ester, a nossa filha mais velha, estendendo a cabeça

Ver mais…


danca_arco_iris01 A dança do arco-íris

Há muito e muito tempo, vivia sobre uma planície de nuvens uma tribo muito feliz. Como não havia solo para plantar, só um emaranhado de fios branquinhos e fofos como algodão-doce, as pessoas se alimentavam da carne de aves abatidas com flechas, que faziam amarrando em feixe uma porção dos fios que formavam o chão. De vez em quando, o chão dava umas sacudidelas,

Ver mais…