Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1154

como desenhar o coringa 157 passo a passo

Você está a ver contos e histórias , contos para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como desenhar o coringa 157 passo a passo. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



tartaruga A Tartaruga

Um dia, uma tartaruga foi convidada por uma prima, que vivia fora da cidade, para que a fosse visitar. A tartaruga aceitou o convite e pôs-se a caminho. A distância não era muita, cerca de um quilómetro. Por isso, começou a viagem ao nascer do sol. Pensou: «Com o meu passo constante, antes do meio-dia chegarei a tempo de almoçar com a minha prima».

Ver mais…


desenho-dora-a-aventureira-fada-vestido-botas-mochila-estrela-mapa-colorido-dibujos-ideia-criativa (1) PÉ DE MOLECA

Um salto e nada Dois saltos e um passo Num compasso impaciente Uma dança meio torta Uma boneca quase sem corda Um salto e plaft Um nariz escarlate Olhinhos desconfiados Saem desconcertados Levando consigo Pezinhos descalços


Desenho com o Tom e Gerry


semana32 O direito à vida

Numa Faculdade de Medicina, o professor propôs aos alunos a seguinte situação. — Baseados nas considerações que passo a enumerar, que conselhos dariam a uma senhora, grávida do quinto filho? O marido sofre de sífilis e ela de tuberculose. O seu primeiro filho nasceu cego. O segundo morreu. O terceiro nasceu surdo. O quarto é tuberculoso e ela está a pensar seriamente em abortar.

Ver mais…


gaivota A Gaivota que não queria ser

Era uma vez uma gaivota que gostava de ser pomba. Dizia ela que as gaivotas não servem para nada, ao passo que as pombas sempre servem para alguma coisa. – Levam cartas, mensagens, avisos de um lado para o outro – explicava ela às outras gaivotas. – São as pombas ou os pombos-correios. – Também há quem as cozinhe com ervilhas – interrompeu-a uma

Ver mais…


did da que fazer Didi dá que fazer

Quem me contou esta história foi o Rogério, um rapazinho meu amigo, que morava no 2º direito do prédio onde eu moro. Deixou de ser meu vizinho há coisa de um ano, pouco mais ou menos. O pai dele foi colocado em Estrasburgo, que fica em França, perto da Alemanha, e, como é bom de ver, a família mudou-se também. Quando se foi embora,

Ver mais…


soldado_joao (8) O Soldado João

Era uma vez um soldado chamado João. Vinha de sachar milho, de regar cravos, de semear couves e manjericos. Agora, toca a marchar, de espingarda ao ombro, mochila às costas, botas de cano, farda a rigor. Pelos campos fora, o soldado João era a vergonha dos batalhões. Trazia uma flor ao peito, punha as mãos nas algibeiras, coçava o nariz, não acertava o passo.

Ver mais…


menino-com-mochila-festas-colegio-pintado-por-besta-1040784 O Menino Sortudo

Numa aldeia viviam dois amigos -um era o Tretas, um miúdo muito trocista e fanfarrão, o outro era um rapazinho mais novo, muito tímido, chamado Zéquinhas. O mais velho andava sempre a pregar partidas ao outro. Assim, um dia em que o Zéquinhas estava a pescar no rio, o Tretas resolveu rir-se dele. -Vou desenhar um mapa a fingir que é o mapa do

Ver mais…


Maria papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…


pequena sereia A Pequena Sereia

Muito longe da terra, onde o mar é muito azul, vivia o povo do mar. O rei desse povo tinha seis filhas, todas muito bonitas, e donas das vozes mais belas de todo o mar, porém a mais moça se destacava, com sua pele fina e delicada como uma pétala de rosa e os olhos azuis como o mar. Como as irmãs, não tinha

Ver mais…