Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1154

czar nicolau ii data e causa da morte

Você está a ver contos , contos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa czar nicolau ii data e causa da morte. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



comadre morte A Morte e o desgraçado

De feixes de Montano assoberbado Pobre Matteiro, que co’a carga verga Vinha gemendo, a passos mal seguros, Em busca da palhoça fumarenta. Mais nao podendo já, débil, anciado, Deita os feixes no chão, recorda penas. (Mat) Soube eu, desde que hei nascido, o que era gosto? Há quem mais pobre que eu, no mundo seja? Nunca hora de descanso, e o pão nem sempre!

Ver mais…


80-puro_osso A Fuga da Morte

Uma vez, o anjo da morte passou pelo palácio do rei. Um funcionário, ao vê-la, ficou muito assustado, pensando que a morte o vinha buscar. Desejando fugir para longe dela, que andava por ali, pediu ao rei o cavalo mais veloz. O rei atendeu o seu pedido. Montou e saiu a galope. Atravessou montes e vales até que se fez noite. Cansado, avistou uma

Ver mais…


comadre morte Comadre Morte

Havia um homem que tinha tantos filhos, tantos que não havia ninguém na freguesia que não fosse compadre dele e vai a mulher teve mais um filho. Que havia do homem fazer? Foi por esses caminhos fora a ver se encontrava alguém que convidasse para compadre. Encontrou um pobrezito e perguntou-lhe se queria ser compadre dele. – Quero; mas tu sabes quem eu sou?

Ver mais…


vara-de-bambu-1595508 As Varas

Um homem, antes de partir para a guerra, chamou os seus filhos e disse-lhes: — Vou para o combate e tenho receio de encontrar a morte. Por isso, desejo despedir-me de todos e dar-vos o meu último conselho. Para isso, quero que cada um de vós vá buscar uma vara. Todos partiram e, passados alguns momentos, estavam de novo reunidos junto do pai. O

Ver mais…


OS FÓSFOROS Os Fósforos

Um dia, um viajante atravessava um bosque num dia de ventania. Cansado depois de muitas horas de cavalgar, achou que tinha chegado o momento de parar c acender um cigarro. Desceu do cavalo e tirou um cigarro do maço. Mas na caixa só encontrou dois fósforos. Experimentou o primeiro, que não se acendeu. Disse para consigo. — E agora? Tenho um enorme desejo de

Ver mais…


sabio Vivo ou Morto

Numa cidade havia um homem que era considerado por toda a gente como um grande sábio. Muitas pessoas vinham de longe fazer-lhe perguntas. Uma criança quis pôr o sábio à prova, fazendo-lhe uma pergunta muito difícil. E planeou o seguinte. Iria apresentar-se ao sábio levando escondido na mão um passarinho. E perguntar-lhe-ia: «O que é que tenho escondido na minha mão?» Se ele disser

Ver mais…


escaravelho e aguia A Águia e o Escaravelho

Uma lebre corria a não mais poder em direção à sua toca, fugindo à perseguição da águia. E em sua desabalada carreira, passou pela casa do escaravelho. Não era propriamente uma casa de segurança, mas, na falta de algo melhor, resolveu a fugitiva homiziar-se lá mesmo. Já se precipitava a águia sobre a frágil guarida, quando o escaravelho, com intenção de salvar a agora

Ver mais…


semana32 O direito à vida

Numa Faculdade de Medicina, o professor propôs aos alunos a seguinte situação. — Baseados nas considerações que passo a enumerar, que conselhos dariam a uma senhora, grávida do quinto filho? O marido sofre de sífilis e ela de tuberculose. O seu primeiro filho nasceu cego. O segundo morreu. O terceiro nasceu surdo. O quarto é tuberculoso e ela está a pensar seriamente em abortar.

Ver mais…


O PELICANO O Pelicano

Era uma vez um pelicano, uma ave de bico comprido, que partiu à busca de alimento para os seus filhos. Uma serpente, escondida entre a ramagem, ao vê-la sair, aproximou-se do ninho onde dormiam os pequenos pelicanos. Mordeu-os a todos, um por um, passando os pobrezinhos do sono para a morte. Satisfeita, a serpente voltou para o seu esconderijo, a fim de gozar com

Ver mais…


run A Pressa

Uma vez, um Mestre de sabedoria olhou para a rua e viu um dos seus alunos a andar muito apressado, de um lado para o outro. Chamou-o e perguntou-lhe: — Haikel, já paraste hoje um momento esta manhã para olhar para o céu? Ele respondeu: — Não, Mestre. Continuou: — E já viste a estrada esta manhã? — Sim, Mestre. — E que vistes

Ver mais…