Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 992

Fabula pequena

Está a visualizar Fábulas Infantis, Histórias para crianças, e/ou outras publicações relacionadas com a sua pesquisa por Fabula pequena. Descubra os textos mais populares escritos em português.





Outras Histórias Relacionadas:

As Guitarras

Os componentes de um grupo musical decidiram afinar as guitarras. Quando chegou o afinador, começou a esticar as cordas à primeira guitarra. A vítima gemeu: — Ai! Ui! As outras guitarras ouviram o grito e ficaram aterradas. Diziam consigo: «Este homem é um sádico!» Mas o afinador não ligou importância e continuou a afinar como se fosse surdo aos lamentos. Entretanto, a um canto
Ler mais »


Dança, Dança, Bonequinha

— Oh, não passa de uma cantiguinha idiota para criancinhas pequeninas — declarou a tia Malle. — Por muito boa vontade que tenha, não vejo qualquer significado na Dança, dança, bonequinha. É uma palermice, um disparate! Mas a pequena Amália via grande significado na cantiga. Ela tinha só três anos, mas já sabia brincar às bonecas e estava a educar as suas para serem
Ler mais »


Menino chorão,menino torrão

D. Pequena não sabia mais o que fazer. Seu filho Aparício chorava o dia todo e quando tinha raiva ficava todo roxo e caia no chão como morto. Coitada de D. Pequena , já estava ficando desesperada. Levou o menino numa rezadeira, mais nada adiantou. Ensinaram-lhe chás e mais chás , mais nada resolvia e o menino só piorava. Até que ela resolveu procurar
Ler mais »


O Polipés

Era uma vez um Polipés que morava escondido no Atlântico. Tinha chegado à Terra por acaso, quando brincava no espaço com os seus amigos às escondidas por detrás dos asteróides. Um deles, de seu nome Sirion, que estava com mais pressa, arrastara-o para a Terra. Polipés não tinha tido outra escolha senão esconder-se numa gruta no fundo do oceano, pois desconhecia se poderia confiar
Ler mais »


A Panela de Ferro e a Panela de Barro

Panela de ferro propôs à de barro Que juntas fizessem pequena excursão; Mas esta escusou-se, julgando prudente Ficar no seu posto, juntinho ao fogão. “Um toque (diz ela) reduz a pedaços Meu todo argiloso, tão frágil e inerme; No entanto, a senhora não teme os embates, Pois é protegida de rija epiderme.” PANELA DE FERRO “Prometo-te amparo; irei afastando Os corpos que danos te
Ler mais »


A vírgula

Era uma vez uma vírgula aborrecida com a pouca consideração em que toda a gente a tinha. Nem sequer as crianças das escolas lhe davam importância. Não gostava nada de ser apenas um pequeno sinal que se põe na escrita mas não se lê. Um dia, cansada desta falta de apreço, a vírgula decidiu revoltar-se. E fê-lo da seguinte maneira: O Presidente de uma
Ler mais »


Rainha das Almofadas

Eleonor vivia em um reino não tão distante, muito quentinho e confortável, reino que todos conheciam, chamado de Camolândia. Eleonor era princesa deste reino e não havia outro lugar em que ela preferisse estar. Lá ela podia ser o que quisesse, fazer coisas que seriam impossíveis de se fazer em outro lugar qualquer. Eleonor gostava de tudo em seu reino, mas o seu lugar
Ler mais »


Os Olhos

Uma jovem mãe, na cozinha, preparava o jantar com a mente totalmente concentrada no que estava a fazer: preparar as batatas fritas. Estava a trabalhar com afinco precisamente para preparar um prato que as crianças apreciam muito. As batatas fritas eram o prato preferido dos seus filhos. A criança mais pequena, de quatro anos, tinha tido um intenso dia na escola infantil e contava
Ler mais »


O Tropeço

Jorge, quando criança, precisou de fugir da guerra com os seus pais. Na fuga, sofreu um acidente que o deixou corcunda. Este defeito chamava a atenção, o que aumentava a sua timidez. Conseguiu estudar e chegar a ser um bom e jovem professor. Era respeitado mas não amado. Não conseguia fazer amigos e, por isso, vivia muito só. Um dia, ao sair nervosamente da
Ler mais »


O dia em que o Cristiano se perdeu

Toda a família se divertia na praia. Havia o pai, a mãe, o Cristiano e a pequenita Ana. O tempo estava maravilhoso; o céu brilhava com um azul magnífico. Como a água estava convidativa! Por toda a parte reinava animação e alegria. Principalmente o Cristiano estava alegre a valer. Jogava à bola na areia quente. A cara brilhava-lhe de contentamento, cada vez que uma
Ler mais »



~ Search results for "fabula pequena" | Historias e Contos Infantis ~