frutos comecados com a letra d

Você está a ver contos e histórias , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa frutos comecados com a letra d. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. texto pequeno narrativo,texto narrativa de aventura,Musicas do pregado luo para baixa direto gratis,frutos comecados por v,historia infantil sobre o fruto do espirito,narrativa sobre o disperdicio da agua,pequenas narrativas de aventura,pequeno polegar 1958 dublado portugues,letra da musica arvore de bons frutos vagalume,pesquisar despedicio de agua monica



OS FRUTOS Os Frutos

Uma vez, uma mulher viu na floresta, junto a umas árvores, um pequenino lago ou espelho de água. Olhou para dentro e viu belos frutos maduros que pareciam dizer-lhe: «Tomai-me e comei-me!» Estendeu o braço e mergulhou a mão na água para os colher mas desapareceram. Depois a água voltava a ficar límpida e apareciam de novo os saborosos frutos. E a mulher foi

Ver mais…


vogais As vogais também falam

Vou contar-vos a história das vogais. Na terra das letras existiam cinco letrinhas muito vaidosas que se chamavam vogais. Elas eram o A, o E, o I, o O, e o U. Ah, mas não me posso esquecer da Laura. A Laura era uma menina que andava a estudar as vogais e que as levava consigo de casa para a escola e da escola

Ver mais…


Pais-Separados-Como-Agir-Com-Os-Filhos Os Pais Separados

Uma dia, o professor convocou o pai e a mãe do Duarte para uma reunião acerca do insucesso escolar do seu filho. Os pais viviam separados e, por conseguinte, nem um nem outro sabiam que se iriam encontrar. Duarte fora sempre um aluno feliz, cooperante. Por isso, o professor interrogava-se: «Como irei convencer estes pais separados, a pensar no divórcio, que este mau aproveitamento

Ver mais…


o futuro O Futuro

Um idoso, já reformado, trabalhava com entusiasmo no bosque. Plantava macieiras, pereiras, laran jeiras e outras árvores de fruto. Fazia canais de rega e arrancava ervas. Passou por ali um intelectual, também já reformado, que andava triste por não ler nada para fazer. Parou e disse ao idoso: — Por que é que o senhor não aproveita os seus anos de reforma para descansar?

Ver mais…


imagens-imagens-planeta-terra-36b72a As Esferinhas

Era uma vez, oito esferinhas alinhadas no espaço. Cada uma tinha um tamanho e uma cor diferente. Algumas eram quentes, outras geladas, algumas eram enormes e outras bem pequenas. Cada esferinha tinha um nome e, embora todas fossem redondinhas, não se pareciam umas com as outras. Elas nunca paravam no espaço, estavam sempre em movimento. Elas eram encobertas por um lençol branco, que mais

Ver mais…


2580189623_4ebc2f588c[1] O Gigante Egoísta

Toda tarde, no caminho de volta da escola, as crianças tinham o hábito de ir ao jardim do Gigante para brincar. Era um jardim grande e encantador, com a grama verde e macia. Em um ponto e outro, sobre a grama, lindas flores se erguiam, assim como as estrelas surgem no céu . Havia doze pessegueiros que, na primavera, brotavam delicadas flores de cor

Ver mais…


029 Os três cabelos de ouro do diabo

Há muitos e muitos anos, numa casinha pobre, nasceu um menino bonito e forte, mas que, ao contrário de todas as outras crianças, nasceu com todos os dentes na boca. Os pais, assim que o viram, ficaram muito assusta-os, pensando se tratar de alguma bruxaria. As vizinhas, entretanto, os tranquilizaram, dizendo que nascer com dentes era sinal de boa sorte. E uma delas, que

Ver mais…


zoo Inês e os Amigos – Um dia no Jardim Zoológico!

Estava uma tarde solarenta, a Inês e os seus amiguinhos brincavam no recreio da escola. A professora Helena chamou-os até sala de aula, tinha uma bela notícia para lhes dizer. – Meninos tenho uma surpresa para vos contar…! Querem saber o que é? – Perguntou a professora Helena. Os meninos ficaram todos curiosos: – Qual é professora? – perguntou a Inês. – Sim, professora

Ver mais…


031 A donzela sem mãos

Era uma vez, há alguns anos, um homem que ficava na estrada e que possuía uma pedra enorme de fazer farinha, com a qual moía cereal da aldeia. Esse moleiro estava passando por dificuldades e não restava nada além da enorme pedra de moinho e da grande macieira florida atrás da construção. Um dia, quando ele entrava na floresta com seu machado de gume

Ver mais…


natal hipermercado Natal no Hipermercado

Muito gostava o Rodrigo de ir à caixa de correio. Quando o Natal se aproximava, estava sempre tão cheia que alguns papéis coloridos ficavam entalados na fresta estreita e comprida. O rapaz puxava-os, mesmo antes de dar a volta à chave, no entusiasmo de descobrir coisas maravilhosas, que apetecia mesmo comprar. Subia no elevador com meia dúzia de envelopes brancos, sem graça nenhuma, e

Ver mais…