Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1291

historia da chapeuzinho vermelho para ler

Você está a ver contos , contos e fábulas para meninos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa historia da chapeuzinho vermelho para ler. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



Meninos de todas as cores

Era uma vez um menino branco chamado Miguel, que vivia numa terra de meninos brancos e dizia: É bom ser branco porque é branco o açúcar, tão doce, porque é branco o leite, tão saboroso, porque é branca a neve, tão linda. Mas certo dia o menino partiu numa grande viagem e chegou a uma terra onde todos os meninos eram amarelos. Arranjou uma

Ver mais…


O Capuchinho Vermelho

Era uma vez uma linda menina que vivia numa aldeia do bosque e de quem todos gostavam muito por ser muito boa e simpática. Um dia a mãe fez-lhe um capucho vermelho para ela levar para a escola. No trajecto e como era hábito, a menina cumprimentava os animaizinhos, pois conhecia-os e era amiga de todos. Ao vê-la tão bonita com o seu novo

Ver mais…


A Historia da Lebre e da Tartaruga

Era uma vez… uma lebre e um tartaruga. Um dia, estando a conversar, diz assim a lebre para o tartaruga: – Olha lá, tu não queres fazer uma corrida comigo? O tartaruga respondeu-lhe que sim. A lebre riu-se para dentro e pensou assim: -Quem vai ganhar sou eu. Ele é tão lento…! Na manhã seguinte preparam-se todos para a corrida. Quando se encontraram na

Ver mais…


A carroça

Certa manhã, bem cedo, o meu pai convidou-me para um passeio no campo, a fim de ouvir o cantar dos pássaros. Concordei com grande alegria e lá fomos. A um certo momento, depois de um breve silêncio, perguntou-me: — Estás a ouvir algo mais do que o canto dos pássaros. Apurei o ouvido e respondi: — Estou a ouvir o barulho de uma carroça,

Ver mais…


Meu cabelo é: CABELINDÃO

Cabelo é uma coisa engraçada Se você corta, ele cresce Se você clareia, ele escurece Se você escurece, ele embranquece E lá um belo dia, simplesmente desaparece Cabelo é uma coisa interessante É tanta coisa que se passa Shampoo, condicionante Laquet, anti-frizz E qualquer outra coisa Que agrade o nariz Cabelo é uma coisa colorida Vermelho, preto, dourado Castanho, branco, acinzentado E o mais

Ver mais…


A Rã e o Touro

Uma tarde, andava um grande Touro passeando ao longo da água, e vendo-o a Rã tão grande, tocada de inveja, começou a comer, e a inchar-se com vento, e perguntava às outras rãs se era já tão grande como parecia? Responderam elas: Não!!! Pensa a Rã segunda vez, e põe mais força por inchar; e aborrecida por faltar muito para se igualar o Touro

Ver mais…


Desenho dos Três Porquinhos para Colorir

Os Três Porquinhos é um conto de fadas cujos personagens são exclusivamente animais. As primeiras edições do conto datam do século XVIII, porém, imagina-se que a história seja muito mais antiga. O conto se tornou mais conhecido graças à versão em animação feita pela Disney em 1933. Foi o filme que introduziu nome para os porquinhos – Cícero, Heitor e Homero (Prático em português)

Ver mais…


Sobre o arco-íris

Era uma vez uma menina chamada Luz. Era branquinha e especial como realmente luz, era sensível e amada como claramente um anjo. Luz era sempre acompanhada de sua cachorrinha: Marie. E viviam as duas sempre brincando no campo , correndo de um lado para o outro no pôr do Sol , sem rumo ! A vida era vista como um mar de rosas para

Ver mais…


A estranha cama do Joãozinho

O avô linha levado a avó e os gémeos para um longo passeio. O dia estava cheio de sol radioso. A manhã tinha sido um tanto fresca, mas agora eles estavam todos sentados, um pouco afastados da estrada, num local tranquilo. Hoje a comida tinha um sabor especial. É que a avó, que era mestra no assunto, tinha preparado magníficas provisões de viagem. A

Ver mais…


O Peixinho Vermelho

No centro de formoso jardim, havia grande lago, adornado de ladrilhos azu-turquesa. Alimentado por diminuto canal de pedra, escoava suas águas, do outro lado, através de grade muito estreita. Nesse reduto acolhedor, vivia toda uma comunidade de peixes, a se refestelarem, nédios e satisfeitos, em complicadas locas, frescas e sombrias. Elegeram um dos concidadãos de barbatanas para os encargos de rei, e ali viviam,

Ver mais…