Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1154

mensagens de aniversario para namorado que esta longe

Você está a ver contos , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa mensagens de aniversario para namorado que esta longe. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



historia Os comentários

Numa tarde de domingo, viaja no comboio uma jovem de uns vinte anos, vestida com simplicidade, com aspecto de quem está cansada e cheia de sono. Aproveita para dormir. Ao lado, viajam umas senhoras elegantes que regressam de uma festa de aniversário. Uma delas não gosta de estar ao lado da jovem e diz em voz baixa para as outras: — Esta deve ser

Ver mais…


ted_screenshot O presente do Valter

“Se eu tivesse dinheiro”, lamentava-se o pequeno Valter, de sete anos, com um suspiro profundo. “Amanhã e o aniversario da minha mãe, e não tenho dinheiro para lhe comprar um presente. O que é que lhe hei-de dar? Talvez o meu urso de peluche! Ê o meu brinquedo preferido. Certamente que a mãe gostaria dele. Hei-de dar-lho? É o que vou fazer.” Assim pensou

Ver mais…


80-puro_osso A Fuga da Morte

Uma vez, o anjo da morte passou pelo palácio do rei. Um funcionário, ao vê-la, ficou muito assustado, pensando que a morte o vinha buscar. Desejando fugir para longe dela, que andava por ali, pediu ao rei o cavalo mais veloz. O rei atendeu o seu pedido. Montou e saiu a galope. Atravessou montes e vales até que se fez noite. Cansado, avistou uma

Ver mais…


sabio Vivo ou Morto

Numa cidade havia um homem que era considerado por toda a gente como um grande sábio. Muitas pessoas vinham de longe fazer-lhe perguntas. Uma criança quis pôr o sábio à prova, fazendo-lhe uma pergunta muito difícil. E planeou o seguinte. Iria apresentar-se ao sábio levando escondido na mão um passarinho. E perguntar-lhe-ia: «O que é que tenho escondido na minha mão?» Se ele disser

Ver mais…


chapeu de palha Chapéu de Palha

Havia um chapéu de palha muito bonito, que era muito amigo do seu dono – o Teófilo. Num certo dia, lá por alturas da Primavera, Teófilo resolveu ir jogar à bola com os seus amigos, num terreno que havia lá no bairro, perto de sua casa. Teófilo vestiu o seu bonito equipamento de jogador de futebol, oferecido pela sua tia Elisa, no dia do

Ver mais…


coelho1 O Coelhinho Aventureiro

O Coelhinho Aventureiro, certo dia, saiu da sua casinha, que estava ao pé de um campo cheio de papoilas e, de mala na mão, com as suas gravatas nela guardadas, a escova dos dentes e uma muda limpa, partiu para ir conhecer o mundo. O Coelhinho Aventureiro andou toda a manhã sem encontrar vivalma. E chegou o meio-dia. – Bolas! -dizia para si o

Ver mais…


homem_trabalhando_colorir_profissao_13 O marmorista

O gravador de lápides funerárias poisou o cinzel e disse: — Terminei. O homem examinou a pedra: as duas datas 1920 e 2003 separadas por um pequeno traço de dois centímetros. Depois abanou a cabeça e disse: — Não sei como me explicar, mas parece-me muito pouco. Veja, o meu pai teve uma vida cheia e longa. Desejaria que ficasse gravado no mármore de

Ver mais…


la-liebre-y-la-tortuga A Historia da Lebre e da Tartaruga

Era uma vez… uma lebre e um tartaruga. Um dia, estando a conversar, diz assim a lebre para o tartaruga: – Olha lá, tu não queres fazer uma corrida comigo? O tartaruga respondeu-lhe que sim. A lebre riu-se para dentro e pensou assim: -Quem vai ganhar sou eu. Ele é tão lento…! Na manhã seguinte preparam-se todos para a corrida. Quando se encontraram na

Ver mais…


gaivota A Gaivota que não queria ser

Era uma vez uma gaivota que gostava de ser pomba. Dizia ela que as gaivotas não servem para nada, ao passo que as pombas sempre servem para alguma coisa. – Levam cartas, mensagens, avisos de um lado para o outro – explicava ela às outras gaivotas. – São as pombas ou os pombos-correios. – Também há quem as cozinhe com ervilhas – interrompeu-a uma

Ver mais…


Amor-deus O Tropeço

Jorge, quando criança, precisou de fugir da guerra com os seus pais. Na fuga, sofreu um acidente que o deixou corcunda. Este defeito chamava a atenção, o que aumentava a sua timidez. Conseguiu estudar e chegar a ser um bom e jovem professor. Era respeitado mas não amado. Não conseguia fazer amigos e, por isso, vivia muito só. Um dia, ao sair nervosamente da

Ver mais…