Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1291

mensagens para celular gratis de amizade

Você está a ver contos para meninos , contos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa mensagens para celular gratis de amizade. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



Como o gato e o rato tornaram-se inimigos

O gato era amigo de um rato peludo. … e partilhavam tudo: da comida ao abrigo. O que um pedia, o outro fazia de dia ou de noite, com a mesma empatia. Para exaltarem a amizade cada um pôs para si um apelido parecido: O gato chamou-se Gato e o rato chamou-se Rato. É só tirar o G e o R, que logo se

Ver mais…


Rato Lagarto

Um lagarto e um rato fizeram amizade num jardim de certa cidade. O rato só pensava na bola mas o lagarto andava na escola. Às vezes discutiam com grande calor porque um queria ser doutor e outro ganhar milhões e ser ídolo das multidões… Certo dia o desmiolado roeu um dicionário de rato-lagarto que lhe soube a bolor e que pertencia ao lagarto doutor.

Ver mais…


Os Bons Amigos

Era uma vez um adolescente que, embora fosse muito estudioso, era gozado pelos seus companheiros. Chamavam-lhe nomes e chegavam a agredi-lo. Andava muito triste e até chegou a pensar no suicídio. Um dia em que foi insultado e estava no chão, com os óculos para um lado e os livros para o outro, apareceu um outro rapaz que lhe deu o que ele nesse

Ver mais…


A Gaivota que não queria ser

Era uma vez uma gaivota que gostava de ser pomba. Dizia ela que as gaivotas não servem para nada, ao passo que as pombas sempre servem para alguma coisa. – Levam cartas, mensagens, avisos de um lado para o outro – explicava ela às outras gaivotas. – São as pombas ou os pombos-correios. – Também há quem as cozinhe com ervilhas – interrompeu-a uma

Ver mais…


O Trabalho de Casa

Uma vez, numa aula de adultos, o professor deu como trabalho de casa o seguinte: «Ir ao encontro de alguém de dizer-lhe que o ama». Contariam depois o que sentiram. O André, enquanto regressava a casa, pensava a que pessoa iria declarar a sua amizade. E pensou no seu pai. De facto, há cinco anos que se tinham zangado e, por isso, evitavam ver-se,

Ver mais…


A Menina e a Flor

Num belo prado verdejante, uma menina era transportada pelo reino da imaginação. Sonhava com a justiça, o amor, a fraternidade. Sonhava com uma utopia sagrada, que lhe enchia a sua pequenina alma, escondendo uma grandeza imensa, especialmente, para a idade que tinha. Num esplendoroso dia de primavera, o inesperado aconteceu: enquanto contemplava uma das suas predilectas lilases açucenas, deparou-se com um acontecimento fora do

Ver mais…


A Panela de Ferro e a Panela de Barro

Panela de ferro propôs à de barro Que juntas fizessem pequena excursão; Mas esta escusou-se, julgando prudente Ficar no seu posto, juntinho ao fogão. “Um toque (diz ela) reduz a pedaços Meu todo argiloso, tão frágil e inerme; No entanto, a senhora não teme os embates, Pois é protegida de rija epiderme.” PANELA DE FERRO “Prometo-te amparo; irei afastando Os corpos que danos te

Ver mais…


As Guitarras

Os componentes de um grupo musical decidiram afinar as guitarras. Quando chegou o afinador, começou a esticar as cordas à primeira guitarra. A vítima gemeu: — Ai! Ui! As outras guitarras ouviram o grito e ficaram aterradas. Diziam consigo: «Este homem é um sádico!» Mas o afinador não ligou importância e continuou a afinar como se fosse surdo aos lamentos. Entretanto, a um canto

Ver mais…


Os Ouriços

Uma família de ouriços instalou-se na floresta. Tudo corria bem até que chegou o Inverno. Cada vez fazia mais frio. A neve cobria as folhas mortas e o rio tinha gelado. Os ouriços tiritavam todo o dia, e de noite não conseguiam dormir com tanto frio. Uma tarde de invernia, decidiram apertar-se uns contra os outros para ficarem mais quentinhos, mas fugiram logo pelos

Ver mais…


O Tropeço

Jorge, quando criança, precisou de fugir da guerra com os seus pais. Na fuga, sofreu um acidente que o deixou corcunda. Este defeito chamava a atenção, o que aumentava a sua timidez. Conseguiu estudar e chegar a ser um bom e jovem professor. Era respeitado mas não amado. Não conseguia fazer amigos e, por isso, vivia muito só. Um dia, ao sair nervosamente da

Ver mais…