Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 419 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1154

objetivos jogos e brincadeiras na educacao infantil

Você está a ver contos , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa objetivos jogos e brincadeiras na educacao infantil. Encontre as melhores soluções de histórias para ler.



Desenho da Árvore com Maças


gato fadista Bolinhas O Gato Fadista

Filipe era um rapaz que fazia amizade com todos os meninos do seu lugar. Vivia nas Termas de São Pedro do Sul. Eram sortudos os meninos daquela aldeia, pois no Inverno tinham um lugar sempre quentinho onde podiam fazer as suas brincadeiras! A temperatura era muito agradável. Espertos, juntavam-se em grupo e brincavam por cima de uma laje onde nasce a água quente que

Ver mais…


conta_historia O concurso

Uma vez, fez-se um concurso na escola infantil para ver quem era a criança mais carinhosa. Apresentaram-se muitas concorrentes. Uma delas, diante do júri, disse: — Eu ajudei um velhinho a atravessar a rua. Uma outra contou: Todos os dias, ao chegar da escola, dou um beijo à minha mãe. Uma outra relatou: — Um dia, o meu irmãozinho feriu-se e eu fiz-lhe o

Ver mais…


fada-mundial As Fadas

Era uma vez uma viúva que tinha duas filhas. A mais velha parecia-se tanto com ela, no humor e de rosto, que quem a via, olhava para a própria mãe. Mãe e filha eram tão desagradáveis e orgulhosas que ninguém as suportava. A filha mais nova, que era o retrato do pai, pela doçura e pela educação, era, ainda por cima, a mais linda

Ver mais…


surpresa Uma Surpresa

Um dia, Ghandi, famoso indiano, viajava de comboio numa carruagem de terceira classe. Perto dele ia um rapaz com uma viola, que se ia entretendo a dedicar-lhe canções patrióticas indianas. De vez em quando, o jovem cuspia para o chão. Ghandi chamou-lhe delicadamente a atenção: — Não gosto que sujes o chão, pois o comboio é de todos nós. O jovem, porém, fez ouvidos

Ver mais…


prisioneiro-dos-desenhos-animados-atrs-das-barras-10416629 A Sentença

Um criminoso foi levado à barra do tribunal e, depois de um prolongado julgamento, foi condenado a dez anos de prisão. Procurando manter-se calmo, ouviu de pé a proclamação da sentença. Depois de concluída, disse: — O Senhor doutor juiz dá-me licença para dizer uma palavra? O juiz, surpreendido, disse que sim. Então. O criminoso disse: — Perdoo ao senhor doutor juiz, porque fundamentou

Ver mais…


garotas-brincando Diário: Uma nova amizade

Era uma vez, uma menina chamada Isa. Todos os dias, ao acordar ia à janela respirar ar puro, “nada melhor do que respirar numa manhã tão linda como esta” – dizia sorridente. – Isa! Vem tomar o pequeno-almoço!- dizia a mãe apressada,pois tinha de ir logo de manhãzinha à padaria, buscar pão quentinho e fresquinho. Quando a Isa, terminou o pequeno-almoço, foi buscar a

Ver mais…


tararira-02.jpg_1398818830 Os Olhos

Uma jovem mãe, na cozinha, preparava o jantar com a mente totalmente concentrada no que estava a fazer: preparar as batatas fritas. Estava a trabalhar com afinco precisamente para preparar um prato que as crianças apreciam muito. As batatas fritas eram o prato preferido dos seus filhos. A criança mais pequena, de quatro anos, tinha tido um intenso dia na escola infantil e contava

Ver mais…


urso O Urso Mário

Numa pequena casa no cimo de um monte, um pouco afastada da aldeia, vivia uma família de ursos. Era constituída por Ursão, o pai-urso, Ursolina, a mãe-ursa, e por três ursinhos chamados Úrsula, Úrsica e Ursino. Certo dia, os papás-ursos souberam que ia haver um concurso de dança para ursos na cidade mais próxima. Ursão e Ursolina não queriam faltar, pois eram uns dançarinos

Ver mais…


apenas um rapaz Apenas um Rapaz

Era uma vez um rapaz bravio que gostava de pregar partidas e fazer malandrices, só por embirração. Era muito antipático este rapaz. Mas emendou-se. Eu conto como foi. Um dia, por maldade, deu-lhe na cabeça atormentar uma pobre velhota, que vivia numa casinha pobre, à beira do povoado. Foi para uma pedreira que havia perto e pôs-se a atirar pedras e pedregulhos, que iam

Ver mais…