Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/historia/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/historia/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 992

Poema leilao de jardim cecilia meireles ilustrado

Está a visualizar Fábulas Infantis, Contos para dormir, e/ou outras publicações relacionadas com a sua pesquisa por Poema leilao de jardim cecilia meireles ilustrado. Descubra os textos mais populares escritos em português.





- - -

Rato Lagarto

Um lagarto e um rato fizeram amizade num jardim de certa cidade. O rato só pensava na bola mas o lagarto andava na escola. Às vezes discutiam com grande calor porque um queria ser doutor e outro ganhar milhões e ser ídolo das multidões… Certo dia o desmiolado roeu um dicionário de rato-lagarto que lhe soube a bolor e que pertencia ao lagarto doutor.
Ler mais »


As Formigas

Uma dia, as formigas inventaram um vegetal especial para decorar o interior do seu formigueiro. Assim não precisavam de vir cá fora à procura de vegetais naturais. Com o número de formigas constantemente a crescer, foi preciso ampliar o formigueiro. Tornou-se no Grande Formigueiro sob a direcção da Grande Formiga. As saídas para o exterior foram fechadas a cimento. Sucederam-se as gerações de formigas
Ler mais »


As Rosas

Os habitantes daquela terra não sabiam o que eram rosas. Um dia, apareceu lá um peregrino que lhes falou com tanto entusiasmo das rosas, que todos ficaram com imenso desejo de as conhecer. O peregrino regressou à sua terra e voltou trazendo rosas. Porém, como o caminho era longo, as rosas murcharam e o vento levou as suas pétalas. O peregrino regressou de novo
Ler mais »


O Roxinol do Imperador

Era uma vez um imperador da China que vivia num palácio maravilhoso. O palácio tinha um lindo jardim que se estendia até ao mar. Havia quem dissesse que era a coisa mais bela do Mundo! As suas flores mais bonitas tinham campainhas de prata que tilintavam a cada brisa que passava. Naquele jardim vivia um rouxinol que tinha uma voz bonita e doce. Quem
Ler mais »


A Menina e a Flor

Num belo prado verdejante, uma menina era transportada pelo reino da imaginação. Sonhava com a justiça, o amor, a fraternidade. Sonhava com uma utopia sagrada, que lhe enchia a sua pequenina alma, escondendo uma grandeza imensa, especialmente, para a idade que tinha. Num esplendoroso dia de primavera, o inesperado aconteceu: enquanto contemplava uma das suas predilectas lilases açucenas, deparou-se com um acontecimento fora do
Ler mais »


A Bela e a Cobra

Era uma vez um rei que tinha três filhas, uma das quais era muito formosa e ao mesmo tempo dotada de boas qualidades. Chamava-se Bela. O rei tinha sido muito rico, mas, por causa de um naufrágio, ficou completamente pobre. Um dia foi fazer uma viagem; antes porém perguntou às filhas o que queriam que ele lhes trouxesse. – Eu, disse a mais velha,
Ler mais »


O sentido da vida

Um grande filósofo reflectia, dia após dia, acerca do sentido da vida. Tinha dedicado os melhores anos da sua vida à solução deste enigma. Tinha consultado os maiores sábios da humanidade. Tinha enchido a sua biblioteca com os livros dos maiores pensadores. Tinha lido muitas teorias acerca do assunto. Mas os anos iam passando e ele não encontrava uma resposta satisfatória a esta questão.
Ler mais »


O Botão

O marido, recém-casado, chega a casa ao fim do dia de trabalho e, suado, vai tomar banho. Ao pegar na camisa lavada para se vestir, reparou que lhe faltava um botão. Gritou para a jovem esposa: — Querida! Falta um botão na camisa. A esposa, lá de dentro da cozinha, respondeu com voz forte: — Veste outra! Ou cose tu o botão! Começou assim
Ler mais »


O banho do Pepi

A segunda-feira era o dia da lavagem da roupa em casa da senhora Becker. Ela acendia o fogão, fervia toda a roupa e enxaguava-a em água fria. Depois de o trabalho estar terminado, sobrava sempre uma tina cheia de água quente com sabão. Um dia, a senhora Becker pensou que era pena deitar fora toda aquela barrela preciosa. Aquela água quente podia ser utilizada
Ler mais »


A Flor

Uma vez, um homem desiludido da vida sentou-se num banco do jardim. Sentia-se um desgraçado e até chegou a pensar no suicídio. A um certo momento, apareceu-lhe na frente um menino ofegante, que andava por ali a brincar, e ofereceu-lhe uma flor, dizendo; — Esta linda flor é para si. Agarre nela. A flor nem era nada bonita e já estava murcha. Recusou e
Ler mais »



~ Search results for "poema leilao de jardim cecilia meireles ilustrado" | Historias e Contos Infantis ~