texto em ordem alfabetica word 2007

Você está a ver contos e fábulas para meninos , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa texto em ordem alfabetica word 2007. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. elogios com a letra j,elogios com a letra n,elogios com a letra m,Elogios com a letra v,elogios com a letra D,elogio com a letra v,elogio com a letra n,palavras bonitas com a letra J,Nome de animais com 9 letras,elogios com a letra p



vogais As vogais também falam

Vou contar-vos a história das vogais. Na terra das letras existiam cinco letrinhas muito vaidosas que se chamavam vogais. Elas eram o A, o E, o I, o O, e o U. Ah, mas não me posso esquecer da Laura. A Laura era uma menina que andava a estudar as vogais e que as levava consigo de casa para a escola e da escola

Ver mais…


vara-de-bambu-1595508 As Varas

Um homem, antes de partir para a guerra, chamou os seus filhos e disse-lhes: — Vou para o combate e tenho receio de encontrar a morte. Por isso, desejo despedir-me de todos e dar-vos o meu último conselho. Para isso, quero que cada um de vós vá buscar uma vara. Todos partiram e, passados alguns momentos, estavam de novo reunidos junto do pai. O

Ver mais…


guilherme_tell Guilherme Tell

Há muitos anos, antes de ser um país livre e soberano, a Suíça era governada por um regente autoritário chamado Gessler. Todos tinham medo dele, porque quem desobedecesse às suas ordens era impiedosamente castigado. A única pessoa que não o temia era o bravo caçador das montanhas de nome Guilherme Tell, respeitado pelos seus conterrâneos por ser, além de homem de bem, um exímio

Ver mais…


rainbow_feather_wallpaper-1280x800 As penas que não se queriam deixar apanhar

O Marcos era um rapazinho curioso. Sempre que a mãe lhe dizia que não mexesse nisto ou naquilo, era exactamente isso que o atraia imediatamente. Ia sempre mexer onde menos devia. Certo dia, viu uma caixa no quarto da mãe. “O que é que há lá dentro?” perguntou à mãe. “Não mexas! Mostrar-te-ei assim que tiver ocasião”, foi a resposta. Então, mais uma vez,

Ver mais…


Maria papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…


animals-horses_00383339 A estranha cama do Joãozinho

O avô linha levado a avó e os gémeos para um longo passeio. O dia estava cheio de sol radioso. A manhã tinha sido um tanto fresca, mas agora eles estavam todos sentados, um pouco afastados da estrada, num local tranquilo. Hoje a comida tinha um sabor especial. É que a avó, que era mestra no assunto, tinha preparado magníficas provisões de viagem. A

Ver mais…


fotos-de-dumbo-20 Uma Ama estranha

O nome dele era Nandi. Certamente que no mundo inteiro, não havia muito quem se lhe comparasse em forca e corpulência; por isso não fora por acaso, que lhe tinham posto o nome de Nandi (o Grande). Mas então, um ser do sexo masculino a fazer de ama? Vão talvez perguntar. Em primeiro lugar: o Nandi era muito grande. Ele tinha o dobro da

Ver mais…


piel-de-asno-de-cathydelanssay A princesa pele de asno

Era uma vez um boníssimo rei, a quem o povo muito amava e os vizinhos muito respeitavam, sendo por isso o rei mais feliz do mundo. Além do mais, ele teve a sorte de casar-se com uma princesa linda e igualmente virtuosa que lhe deu apenas uma filha, porém tão encantadora, que os pais viviam num verdadeiro êxtase. No palácio real, havia abundância de

Ver mais…


031 A donzela sem mãos

Era uma vez, há alguns anos, um homem que ficava na estrada e que possuía uma pedra enorme de fazer farinha, com a qual moía cereal da aldeia. Esse moleiro estava passando por dificuldades e não restava nada além da enorme pedra de moinho e da grande macieira florida atrás da construção. Um dia, quando ele entrava na floresta com seu machado de gume

Ver mais…


16457018_anZR1 A vírgula

Era uma vez uma vírgula aborrecida com a pouca consideração em que toda a gente a tinha. Nem sequer as crianças das escolas lhe davam importância. Não gostava nada de ser apenas um pequeno sinal que se põe na escrita mas não se lê. Um dia, cansada desta falta de apreço, a vírgula decidiu revoltar-se. E fê-lo da seguinte maneira: O Presidente de uma

Ver mais…