texto teatral da cinderela

Você está a ver contos , contos e histórias e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa texto teatral da cinderela. Encontre as melhores soluções de histórias para ler. igreja adormecida roteiro,a igreja adormecida roteiro,peça teatral sobre amizade,peça o vaso que deus procura escrita,no texto teatral escrito como é introduzida a fala dos personagens,roteiros de peças teatrais sobre amizade,teatro igreja adormecida escrito,a igreja adormecida texto,Texto da peça Cinderela,texto peça teatral igreja adormecida



raposa e busto A Raposa e o Busto

Era um busto famoso, um todo teatral… Por entre a multidão, o burro, esse animal Que não sabe julgar senão as aparências, Gabava da escultura as raras excelências. A raposa, porém, um tanto mais sabida, Aproxima-se e diz: “Não vi, por minha vida, Cabeça tão perfeita!… É mágoa verdadeira A falta que lhe faz lá dentro a mioleira!” Aos centos, pelo mundo, os homens

Ver mais…


Princess-Cinderella A Cinderela

A jovem Cinderela cresceu no campo, com o seu pai. Durante o dia montava a cavalo e à noite ouvia histórias fantásticas sobre magia e castelos. O seu pai gostava muito dela, mas sentia-se sozinho. Numa Primavera, casou-se com Lady Tremaine. Cinderela ficou contente com a vinda dela e das filhas, Drizela e Anastácia. Elas, no entanto, não gostavam nada de Cinderela, apesar dela

Ver mais…


bianchinaerosetta1youpoorbearcometothefire4 Rosa Branca e Rosa Rubra

Uma pobre viúva que vivia numa casa onde cresciam duas roseiras; uma dava rosas brancas e a outra rosas rubras. As suas duas filhas pareciam-se tanto com essas duas roseiras que lhes pôs o nome de Rosa Branca e Rosa Rubra. As duas gostavam muito uma da outra e iam sempre juntas para todo o lado. Um dia, ao entardecer, enquanto a mãe lia

Ver mais…


floresta encantada A Floresta Enfeitiçada

Era uma vez um Gnomo que vivia nas profundezas de uma Floresta encantada. A sua única companhia, para além das árvores e das flores que cobriam a sua casinha, era um Gato preto. Um dia, estava o Gnomo a cuidar das suas plantas, quando apareceu o Gato com um ar muito preocupado: – Gnomo, Gnomo, nem imaginas o que aconteceu! – Porque estás tão

Ver mais…


HeidiWeg1280x1024 Ajudando o Tio no campo

Ao acabar o meu tempo escolar, passei um balo ano, nas montanhas, a ajudar o meu tio a trabalhar na terra. O que eu gostava mais, era de ir buscar lenha com o avô. O estalido de um pinheiro a cair, ou o ruído dos troncos das Árvores no vale! Mas a lenha não era o único trabalho — longe disso. Eu tinha de

Ver mais…


a-alegoria-das-ferramentas As ferramentas

Numa carpintaria, realizou-se a reunião das ferramentas. O martelo queria ser o chefe de todas elas, mas os participantes disseram-lhe que não, pois fazia demasiado barulho e passava todo o tempo a bater. O martelo aceitou, mas exigiu que não fosse o parafuso, pois ele dava muitas voltas para conseguir algo. O parafuso concordou, mas por sua vez pediu que o chefe não fosse

Ver mais…


Maria papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…


blue-marion-berries Um passeio às Amoras

Era a época das amoras silvestres. A mãe sugeriu que toda a família fosse à floresta colher amoras. Ela gostava de encher alguns boiões de conserva para o Inverno. Estava um dia de sol, quando ela disse ao pai: “Achas que poderíamos ir esta tarde?” “Sim, arranja-se já isso; mas temos de voltar a tempo de mungir as vacas. Se todos trabalharem activamente, certamente

Ver mais…


o cão fiel O Cão Fiel

Um cavaleiro regressava apressado a casa, ansioso por se encontrar com a sua família. Boby, o seu velho e fiel cão, corria atrás do cavalo, acompanhando o dono. De repente, começou a latir. Era um latido insistente, enervante, desesperado. O cavaleiro mandou que se calasse mas ele continuava. E resistia a continuar viagem. O dono interrogou-se: «Que lhe terá acontecido? Como já é velho,

Ver mais…


guilherme_tell Guilherme Tell

Há muitos anos, antes de ser um país livre e soberano, a Suíça era governada por um regente autoritário chamado Gessler. Todos tinham medo dele, porque quem desobedecesse às suas ordens era impiedosamente castigado. A única pessoa que não o temia era o bravo caçador das montanhas de nome Guilherme Tell, respeitado pelos seus conterrâneos por ser, além de homem de bem, um exímio

Ver mais…