Narrador

Posts byNarrador

mosca - A Mosca que Mora na Teia A Mosca que Mora na Teia

Pra encurtar a história, nem vou contar como Maradona, a mosca, escapou do açucareiro, pois foi tampada lá dentro e não havia meio de alguém destampar. Não vou contar também como foi que Maradona aprendeu que através da vidraça mosca não passa. Pois bem… um dia Maradona caiu na teia. – Lá vem a aranha… ronc, ronc, ronc… preciso esconder-me… – Aonde, meu Deus?

Ver mais…


house under water 550x550 - As casas submersas As casas submersas

Um dia, aconteceu algo na aldeia que deixou a todos admirados. Viram que as suas casas se iam afundando pouco a pouco. E o pior era que, cada dia que amanhecia, elas estavam cada vez mais submersas. Não percebiam a razão de ser desse fenómeno. E muito menos percebiam por que é que havia uma casa que não se afundava como as outras. Essa

Ver mais…


8222301 stress - O Stress O Stress

Carlos, pai de família, há tempos que andava muito irritado. A esposa, preocupada com a saúde do marido, pedia-lhe que fosse consultar o médico. Temendo que ele lhe diagnosticasse alguma doença grave, Carlos ia adiando a ida ao médico. Acabou por se encher de coragem e ir. Regressou a casa com um rosto tranquilo c um sorriso nos lábios, o que não acontecia há

Ver mais…


Straw hat - O chapéu de palha da Rute O chapéu de palha da Rute

A maior parte do tempo, a Rute era uma boa menina; mas algumas vezes era teimosa e caprichosa. Então, era-lhe difícil obedecer à mãe. Um dia a mãe voltou da cidade, onde tinha ido fazer toda a espécie de compras. Também tinha trazido algumas coisas para a Rute, especialmente um lindo chapéu de verão. Era um belo chapéu de palha, enfeitado com uma fita

Ver mais…


O QUARTO CHEIO - O Quarto Cheio O Quarto Cheio

Era uma vez um homem que tinha três filhos. Quando chegou à velhice, quis saber qual deles era o mais inteligente. Deu a cada um dez moedas, dizendo-lhes: — Ide comprar alguma coisa que encha o meu quarto vazio. Saíram e foram à feira com o objectivo de cumprir o desejo do pai. O filho mais velho comprou a primeira coisa que viu, ou

Ver mais…


lebre - A Lebre e a Perdiz A Lebre e a Perdiz

Dos miseráveis Nunca zombeis. Quem diz que sempre Feliz sereis? Mais de um exemplo Do sábio Esopo Conspira em prova Do nosso escopo. O que em meus versos Agora cito Foi noutros termos Por ele escrito. Tinham num campo Lebre e perdiz (Ao que parece) Vida feliz. Uns cães se achegam Do lar tranquilo; Vai longe a lebre Buscando asilo. Perde-lhe o rasto Toda

Ver mais…


desenho - Meu cabelo é: CABELINDÃO Meu cabelo é: CABELINDÃO

Cabelo é uma coisa engraçada Se você corta, ele cresce Se você clareia, ele escurece Se você escurece, ele embranquece E lá um belo dia, simplesmente desaparece Cabelo é uma coisa interessante É tanta coisa que se passa Shampoo, condicionante Laquet, anti-frizz E qualquer outra coisa Que agrade o nariz Cabelo é uma coisa colorida Vermelho, preto, dourado Castanho, branco, acinzentado E o mais

Ver mais…


mel - As Senhoras de Mantinha de Seda As Senhoras de Mantinha de Seda

Havia uma viúva que tinha um filho muito aparvalhado. Um dia diz-lhe a mãe: – Vai à cidade, leva esta barranha de mel, vende-a e traz-me o dinheiro. O rapaz agarrou na barranha de mel e dirigiu-se à cidade. Pelo caminho viu-se perseguido por muitas coisas e falando nervosamente, para elas, dizia-lhes: – Se as senhoras querem comprar mel fazemos negócio, mas não me

Ver mais…


O sermão - O Sermão O Sermão

Aconteceu há muitos anos numa cidade populosa. O padre começou o seu sermão com um tom muito sério. Dizia ele: — Caros irmãos, esta noite vários habitantes desta cidade irão morrer. Não vos digo quem são. Estareis todos preparados? Todos começaram a ficar atemorizados, menos um que estava sentado no banco da frente, que começou a Sorrir. O pregador ficou surpreendido com esta atitude.

Ver mais…


patinho feio - O Patinho Feio O Patinho Feio

Numa bela tarde de Verão, a mãe pata vigiava sorridente os ovos da sua ninhada que estavam prestes a estalar: “Cric, crac”, fez o primeiro ovo. “Cric, crac”, fizeram, uns após outros, todos os ovos da ninhada. As cascas partiram e cinco belos patinhos amarelos saíram cá para fora. “Como sois belos!”, disse a mãe. Mas, faltava um ovo! Era maior e mais escuro

Ver mais…