Contos Infantis




Estava a pulga e o piolho em sua casa, quando a pulga resolveu sair para ir ao moinho pegar trigo.

Antes de sair avisou ao Piolho: Tome cuidado Piolhinho para não cair na panela de sopa hein!

O pequeno piolho achou engraçada a preocupação da amiga e riu-se a valer:

– Pode deixar que tomarei cuidado e não cairei na panela!

Depois que a pulguinha saiu, o piolho resolveu arrumar a casa, pois aquele era o seu dia de faxina.

Começou a esfregar o chão, lavar a louça e aproveitou também para tirar o pó dos lustres.

Quando tudo estava bem limpinho e brilhando ele resolveu ir até o jardim para tirar um cochilinho debaixo da roseira.

Quando depois de algum tempo, a pulguinha voltou, ficou muito assustada ao encontrar a porta aberta.

– Aonde está você amigo piolho?- Ela gritou duas vezes.

Silêncio. Ninguém respondia.

A pulguinha procurou em todos os lugares mas não encontrou o piolhinho.

Quando ela viu que a panela de sopa fervia no fogão, seu coração se entristeceu.

– Pobre do meu amigo piolhinho! Caiu na panela de sopa e virou caldinho!

E começou a chorar copiosamente.

– Não posso continuar nessa casa onde fomos tão felizes! Vou sair pelo mundo!Agora mesmo!

Quando deu uns passos para a porta, a mesa lhe perguntou:

– Porque está chorando Pulguinha?

– Piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha.

Pensativa, a mesa respondeu:

-Se você vai embora, eu vou com você.
A mesa levantou suas pernas e saiu atrás da pulguinha.

Quando deram mais um passo, o vaso de artesanato perguntou de seu pedestal:

– Porque está chorando Pulguinha ?

– Piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha.

O vaso então falou:

-Se a mesa vai contigo, eu vou também!

E saiu andando atrás da mesa.

Quando passaram pela porta, esta perguntou curiosa:

– Porque está chorando Pulguinha ?

– Piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha. A mesa e o vaso resolveram vir comigo também.

Então a porta falou:

-Se a mesa e o vaso vão contigo, eu vou também!

A porta então saltou de suas dobradiças e saiu andando atrás do vaso.

Quando chegaram perto da nogueira, a grande árvore perguntou:

– Porque está chorando Pulguinha ?

– Piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora,pois não quero morar aqui sozinha. A mesa, o vaso e porta resolveram vir comigo também.

A nogueira, muito nobre sussurrou:

-Se a mesa, o vaso e porta vão contigo, eu vou também !

A nogueira então retirou suas raízes da terra e foi andando atrás da porta.

Quando todos juntos chegaram perto da roseira, o barulho foi tanto que acordou o piolhinho.

A pulguinha, a mesa, o vaso, a porta e a nogueira não sabiam ao dar de cara com o piolhinho se espreguiçando debaixo da roseira.

Vivinho da silva!

Quando contaram a história para o amigo dorminhoco, foi ele quem riu primeiro
Quem riu depois foi a pulguinha…
Quem riu depois foi a mesa…
Quem riu depois foi o vaso…
Quem riu depois foi a porta…
Quem riu depois foi a nogueira…

E todos voltaram alegremente para casa.
A nogueira enterrou suas raízes na terra, a porta colocou suas dobradiças, o vaso foi para seu pedestal, a mesa foi para o centro da sala e a pulguinha se sentou na mesa, enquanto o piolhinho trazia a sopa para os dois comerem.

Depois de tanta confusão, eles estavam com muita fome!

pulga - A Pulga e o Piolho A Pulga e o Piolho

Estava a pulga e o piolho em sua casa, quando a pulga resolveu sair para ir ao moinho pegar trigo. Antes de sair avisou ao Piolho: Tome cuidado Piolhinho para não cair na panela de sopa hein! O pequeno piolho achou engraçada a preocupação da amiga e riu-se a valer: – Pode deixar que tomarei cuidado e não cairei na panela! Depois que a

Ver mais…


bananas animated 1 620x349 - As bananas As bananas

Um viajante resolveu passar algumas semanas num mosteiro do Nepal. Certa tarde, entrou num dos muitos templos do mosteiro e encontrou um monge sorridente, sentado junto do altar. Perguntou ao monge: — Por que é que está a sorrir? O monge abriu uma bolsa que trazia consigo e disse: — Porque descobri o significado das bananas. O viajante, admirado, perguntou: — Não estou a

Ver mais…


1 1 130830054402 adesivo de parede pregos - Os pregos Os pregos

Era uma vez um jovem que tinha um mau carácter. O seu pai deu-lhe uma bolsa de pregos e disse-lhe que, todas as vezes que perdesse a paciência, deveria pregar um prego na porta. Depressa a porta se encheu de pregos. Porém, à medida que ia controlando o seu mau génio, pregava cada vez menos pregos na porta. Foi descobrindo que podia controlar as

Ver mais…


garotas brincando - Diário: Uma nova amizade Diário: Uma nova amizade

Era uma vez, uma menina chamada Isa. Todos os dias, ao acordar ia à janela respirar ar puro, “nada melhor do que respirar numa manhã tão linda como esta” – dizia sorridente. – Isa! Vem tomar o pequeno-almoço!- dizia a mãe apressada,pois tinha de ir logo de manhãzinha à padaria, buscar pão quentinho e fresquinho. Quando a Isa, terminou o pequeno-almoço, foi buscar a

Ver mais…


bb a bordo2 - Nina Nina

Nina é uma menina muito esperta. Adora brincar, estudar, e quando a sua mãe precisa de ajuda está sempre pronta. – Obrigada querida! Você é o meu docinho! –diz a mamãe, após Nina ter guardado todas as compras. Certo dia, sua mãe chegou a casa muito diferente. Alegre como nunca. Não conseguia parar de sorrir. – O que foi mamãe? – Tenho uma surpresa,

Ver mais…


dilenia bolo assado no prato - O Bolo O Bolo

Um cristão e um ateu encontraram-se à mesma mesa do restaurante. A conversa passou da meteorologia para o futebol, e parou na religião. O ateu afirmava categoricamente: — Eu não acredito em coisas que não entendo. Vós, os cristãos, respondeis frequentemente às nossas per- guntas acerca de Deus e da religião, dizendo que e um mistério, que não se pode compreender. Eu só aceito

Ver mais…


2580189623 4ebc2f588c1 - O Gigante Egoísta O Gigante Egoísta

Toda tarde, no caminho de volta da escola, as crianças tinham o hábito de ir ao jardim do Gigante para brincar. Era um jardim grande e encantador, com a grama verde e macia. Em um ponto e outro, sobre a grama, lindas flores se erguiam, assim como as estrelas surgem no céu . Havia doze pessegueiros que, na primavera, brotavam delicadas flores de cor

Ver mais…


Egresado - Os diplomas Os diplomas

Os papás-animais do bosque decidiram abrir uma escola para os seus pequenos. Puseram um anúncio que dizia. «Precisam-se de professores. Só se aceitam admissões de quem tiver os respectivos diplomas». Diante do júri, apareceu o canário, que disse: – Desejo ser o professor de canto. – Sabe cantar? – Sei muito bem. Canto desde o dia cm que nasci. E começou a cantar uma

Ver mais…


vaptfzcmspscbig - O Ateu O Ateu

Era uma vez um sábio que se vangloriava de ser ateu. Além disso, era um grande anticlerical. Ria-se dos que acreditavam, dizendo que a religião continua a ser um ópio para consolar o povo ignorante e sofredor. Um dia, regressava a casa sozinho no seu carro por uma estrada deserta. Chovia torrencialmente e o carro despistou-se, deixando o condutor ferido e a sangrar muito

Ver mais…


ted screenshot - O presente do Valter O presente do Valter

“Se eu tivesse dinheiro”, lamentava-se o pequeno Valter, de sete anos, com um suspiro profundo. “Amanhã e o aniversario da minha mãe, e não tenho dinheiro para lhe comprar um presente. O que é que lhe hei-de dar? Talvez o meu urso de peluche! Ê o meu brinquedo preferido. Certamente que a mãe gostaria dele. Hei-de dar-lho? É o que vou fazer.” Assim pensou

Ver mais…