Poesia




Pelo carreirinho fora
A andar muito ligeira
Vai a Dona Formiguinha
Que é muito trabalhadeira.

Nunca pára, nem se cansa,
Seu celeiro quer encher
Para comer no Inverno
Quando estiver a chover.

Cheiinha que nem um ovo
A sua casinha está
E no frio do Inverno
Como é bom lá tomar chá.

Como a Dona Formiguinha
Vamos todos trabalhar
P’ra depois dar de comer
À cigarra que passar.

1387309747381 - Dona Formiguinha Dona Formiguinha

Pelo carreirinho fora A andar muito ligeira Vai a Dona Formiguinha Que é muito trabalhadeira. Nunca pára, nem se cansa, Seu celeiro quer encher Para comer no Inverno Quando estiver a chover. Cheiinha que nem um ovo A sua casinha está E no frio do Inverno Como é bom lá tomar chá. Como a Dona Formiguinha Vamos todos trabalhar P’ra depois dar de comer

Ver mais…