Tag Archives: Rei




MascoteAfricaDoSul Zakumi1 - A equipa de futebol A equipa de futebol

Era uma vez um leão, rei da selva, que quis organizar uma equipa de futebol. Para isso, saiu à procura de jogadores. Convidou a girafa porque, com um pescoço assim comprido, jogaria muito bem de cabeça. Convidou um urso enorme porque seria um bom guarda-redes. Convidou uma gazela e um leopardo, que correm muito, para dianteiros que marcam muitos golos. Convidou macacos e um

Ver mais…


follow - O Seguimento O Seguimento

Um sultão viajava pelo deserto, seguido de uma longa caravana que transportava um precioso carregamento de ouro e objectos preciosos. A meio do caminho, um camelo, extenuado pelo cansaço, caiu e não mais se levantou. A arca que esse pobre camelo carregava tombou e abriu-se, espalhando nas areias muitas pérolas preciosas e outras jóias de muito valor. O sultão, num gesto de generosidade, convidou

Ver mais…


princesa peach 7 - A Lenda das Sete cidades A Lenda das Sete cidades

Há muitos, muitos anos, vivia no Reino das Sete Cidades uma pequena Princesa chamada Antília. A menina era a filha única de um velho Rei viúvo que era conhecido pelo seu mau feitio. Senhor das Alquimias e do Saber, o Rei vivia em exclusivo para a sua filhinha, não gostando que a Princesa falasse com ninguém. A menina ora estava com o pai, ora

Ver mais…


princess - A Princesa e a ervilha A Princesa e a ervilha

Era uma vez um príncipe que queria casar com uma princesa — mas tinha de ser uma princesa verdadeira. Por isso, foi viajar pelo mundo fora para encontrar uma, mas havia sempre qualquer coisa que não estava certa. Viu muitas princesas, mas nunca tinha a certeza de serem genuínas havia sempre qualquer coisa, isto ou aquilo, que não parecia estar como devia ser. Por

Ver mais…


gato - O Gato das Botas O Gato das Botas

Há muito tempo atrás morreu um moleiro que tinha três filhos. Era pobre, mas deixou uma coisa para cada um. O mais velho herdou o moinho, o filho do meio um burro e o mais novo um gato. O mais velho tornou-se moleiro como o pai, o segundo partiu na garupa do burro à procura de fortuna e o mais novo sentou-se a chorar.

Ver mais…


Os Ilustres - Os Ilustres Os Ilustres

Um jovem rei encarregou uma equipa de sábios de escrever uma História dos Homens ilustres do Reino. Estes lançaram-se ao trabalho com afinco, investigando nas bibliotecas do reino. Ao final de muitos anos, apresentaram ao rei um conjunto de quarenta volumes. Mas o rei já estava com sessenta anos. Não teria tempo para ler tantos livros. Pediu-lhes então o seguinte: — Por favor, reduzam

Ver mais…


031 - A donzela sem mãos A donzela sem mãos

Era uma vez, há alguns anos, um homem que ficava na estrada e que possuía uma pedra enorme de fazer farinha, com a qual moía cereal da aldeia. Esse moleiro estava passando por dificuldades e não restava nada além da enorme pedra de moinho e da grande macieira florida atrás da construção. Um dia, quando ele entrava na floresta com seu machado de gume

Ver mais…


pequena sereia - A Pequena Sereia A Pequena Sereia

Muito longe da terra, onde o mar é muito azul, vivia o povo do mar. O rei desse povo tinha seis filhas, todas muito bonitas, e donas das vozes mais belas de todo o mar, porém a mais moça se destacava, com sua pele fina e delicada como uma pétala de rosa e os olhos azuis como o mar. Como as irmãs, não tinha

Ver mais…


A Roupa do Rei

Era uma vez um tão vaidoso de sua pessoa que só faltava pisar por cima do povo. Certa vez procuram-no uns homens que eram tecelões maravilhosos e que fariam uma roupa encantada, a mais bonita e rara do mundo, mas que só podia ser enxergada por quem fosse filho legítimo. O rei achou muita graça na proposta e encomendou o traje, dando muito dinheiro

Ver mais…


Maria papoila - Maria Papoila Maria Papoila

Nos campos sem fim semeados de trigo havia um casebre e nele morava Maria Papoila. Era uma boa moça, amiga de toda a gente, com duas rosetas na cara, vermelhas como duas papoilas. De manhã à noitinha trabalhava curvada para a terra, alegremente cantava e assim ia passando a sua vida sem história. Até que certo dia lhe bateu à porta um criado real.

Ver mais…